Você quer receber dividendos mensais, com boa previsibilidade e amplos retornos acima do Ibovespa?

Então não basta apenas investir nas empresas com Dividend Yield mais alto…

Você precisa de uma estratégia clara para escolher boas pagadoras de dividendos.

E, entre essas, uma muito interessante é a de Décio Bazin!

Nesse artigo, vou falar mais sobre a estratégia de seleção de ações boas pagadoras de dividendos do jornalista econômico e operador Décio Bazin.

Essa é a estratégia que ele documentou em seu livro “Faça Fortuna com Ações”, que ficou muito popular ao ser indicado pelo megainvestidor brasileiro Luiz Barsi!

Se você tem interesse em aprender um método comprovadamente eficiente para investir em ações que pagam bons dividendos, então eu recomendo que acompanhe esse artigo com atenção!

Sem mais delongas, vamos entender como Décio Bazin escolhia suas ações!

QUAL O RACIONAL DO MÉTODO DE DÉCIO BAZIN?

Décio Bazin gostava de receber dividendos.

Essa é, inclusive, a alma de toda a sua metodologia!

Porém, na época em que criou esse método de seleção de ações, o panorama econômico era bem diferente do atual.

Isso porque o Brasil vivia um período de altíssima inflação, com uma moeda fortemente desvalorizada e grandes incertezas em relação ao futuro.

Por isso, ao criar sua estratégia, Décio Bazin fez aquilo que muitos investidores fazem até hoje em momentos de incerteza quanto ao real: virou-se para o dólar.

Assim, seu método se baseia não apenas em investir em ações de boas empresas e com altos pagamentos de dividendos…

Os dividendos precisavam ser bons, mesmo quando convertidos para o dólar, que era (e ainda é) bem mais estável que o real.

E é por isso que ele adicionou à sua estratégia a noção de “Cash Yield”, ou seja, o mesmo que Dividend Yield (a quantidade de dividendos distribuídos por período), porém convertido ao dólar.

Dessa forma, Décio Bazin pretendia formar uma carteira estável de boas ações que pagassem bons dividendos, mesmo que esses precisassem ser convertidos à moeda forte.

E como ele fazia isso?

Continue lendo para descobrir!

COMO APLICAR O MÉTODO DE DÉCIO BAZIN?

como-comecar-a-investir

O Método de Décio Bazin é uma forma majoritariamente quantitativa e matemática para escolher ações.

Ou seja, ela dá prioridade a múltiplos de investimento e dados na hora de fazer suas filtragens.

No entanto, em seu texto original, Bazin também adicionou algumas atribuições mais qualitativas acerca das empresas selecionadas…

De qualquer forma, sua estratégia pode ser resumida em 5 pontos fundamentais:

Ponto #1: Liquidez

Décio Bazin recomenda que o investidor escolha apenas empresas que sejam bem negociadas na Bolsa de Valores.

Isso se deve, certamente, ao fato de sua estratégia prever uma certa quantidade de giro na carteira de investimentos.

Ponto #2: Cash Yield

Esse segundo ponto é a alma de todo o Método de Décio Bazin!

É a partir dele que a seleção de boas pagadoras de dividendos é consolidada!

Segundo Bazin, o investidor deve ter na carteira apenas ações que pagaram mais de 6% a.a. de Dividend Yield dolarizado (Cash Yield) nos últimos 3 pagamentos.

Isso é calculado dividindo o último dividendo pago (convertido para dólar na data em que foi pago) pelo preço atual da ação (convertido para o dólar atual).

Além disso, segundo o operador, a proporção de 6% a.a. de Cash Yield não foi escolhida arbitrariamente.

Esse é o Cash Yield escolhido por Bazin pois, naquela época, com juros mais altos no mundo todo, era uma convenção que esse era o mínimo que um investimento variável devia pagar para ser considerado remunerativo.

Ponto #3: Notícias

Esse terceiro ponto é o primeiro mais “qualitativo” no Método de Décio Bazin.

Segundo o autor, o investidor deve vender “imediatamente” empresas que tenham notícias negativas ao seu respeito.

Ponto #4: Endividamento

Outro mandamento de Décio Bazin é investir apenas em empresas que possuam um “endividamento moderado”.

E, apesar deste ponto parecer algo mais quantitativo, o operador não especifica com um múltiplo o ou indicador o que seria uma empresa com “endividamento moderado”…

Ponto #5: Rebalanceamentos

Segundo Bazin, o investidor deve rebalancear sua carteira semestralmente, repassando todas as empresas pelos filtros anteriores.

Se uma ação passar 2 semestres seguidos com um Cash Yield abaixo dos 6% a.a. definidos por ele, ela deve ser vendida.

Além disso, o escritor recomenda que esses rebalanceamentos sejam feitos nos meses de abril e de outubro.

Isso porque esses são, normalmente, os meses em que a maioria das empresas já teria encerrado o pagamento de dividendos no ano.

E agora que você entende esses critérios, quais seriam os resultados que uma carteira de ações montada dessa forma teria tido nos últimos anos?

Continue lendo para descobrir!

QUAIS OS RESULTADOS DO MÉTODO DE DÉCIO BAZIN?

Magic Formula

Certo. Agora você já entende o racional do Método de Décio Bazin e como aplicá-lo. Mas será que ele teria ido bem no Brasil?

O resultado pode te surpreender!

Como não parecia haver nenhum bom teste dos resultados do Método Bazin no Brasil, eu fiz, junto com a equipe do Clube do Valor, nosso próprio backtest!

Porém, para ele ser viável, precisamos fazer algumas mudanças. E são essas abaixo:

Passo #1: Liquidez

Consideramos suficientemente líquidas empresas que possuíssem uma liquidez diária média nos últimos 12 meses de, pelo menos, R$ 200 mil.

Utilizamos essa mesma métrica, convertida para o dinheiro da época, para os anos anteriores!

Passo #2: Cash Yield

Seguimos a mesma lógica original de Décio Bazin!

Passos #3 e #4: Notícias e Endividamento

Removemos os fatores notícias e endividamento da equação totalmente.

Desconsideramos o fator notícias porque não teríamos como retroagir todas as notícias sobre todas as empresas da Bolsa para todos os anos anteriores.

E retiramos o fator Endividamento porque o próprio Décio Bazin não especificou como esse seria medido.

Passo #5: Rebalanceamentos

Em vez de rebalancear semestralmente, em abril e outubro, optamos por rebalancear a carteira anualmente, em 31 de dezembro, com base nas informações disponíveis naquele período.

Como ficaria a carteira?

Após aplicarmos todos esses filtros, ficamos com uma carteira de ações atualizada todo mês, à qual os alunos do meu curso Descomplicando o Mercado de Ações têm acesso vitalício!

Para o mês de agosto de 2020, ela estava assim:

No caso de ações preferenciais e ordinárias da mesma empresa, compramos sempre apenas aquela com mais liquidez!

E essa carteira teve os seguintes resultados entre 1996 e 2020:

Como você pode ver, ao longo dos anos o Método de Décio Bazin teria tido um resultado muito melhor do que o do Ibovespa.

Se você tivesse investido R$ 10.000 em 1996 com essa estratégia (em torno de R$ 45.000 em dinheiro de hoje) teria visto seu patrimônio virar R$ 1.476.076 em 2020!

Essa estratégia teve em torno de 10% a mais, em retorno composto, do que um investimento simples no índice da Bolsa brasileira, como mostra a tabela abaixo!

Além disso, apesar de ser uma carteira bem concentrada, para os nossos padrões (às vezes com 4 ações, por exemplo), a carteira de Décio Bazin teria tido métricas de risco semelhantes às do índice!

É isso que mostram os fatores como o Desvio Padrão, Worst Drawdown e Pior Queda, na tabela acima!

E os dividendos pagos pela carteira do Método Bazin teriam sido excelentes também, como mostra a tabela abaixo:

Nos últimos 6 anos, essa estratégia teria rendido em média, anualmente, 7,53% em dividendos!

E, depois de mostrar todos esses resultados incríveis, será que é assim que eu invisto para minha carteira de ações e para as dos meus clientes de gestão?

Não…

Mas não se preocupe: vou explicar a seguir como eu invisto!

COMO ESCOLHER BOAS AÇÕES?

meu-primeiro-milhao

Apesar de todos esses excelentes resultados do Método de Décio Bazin, ele está longe de ser parecido com a minha forma de investir em ações!

Minha Metodologia DOBRAR de investimento é totalmente voltada a noções de Deep Value Investing, ou investimento em valor profundo.

Basicamente, eu busco investir em empresas descontadas no mercado e com amplo potencial de valorização no longo prazo.

Essa é a estratégia que mostro no meu curso Descomplicando o Mercado de Ações, que abre suas vagas algumas vezes por ano.

Você pode ver se ele está disponível no momento clicando aqui, e, se ele não estiver, pode deixar seu contato para receber um aviso quando uma nova turma abrir!

E você pode ler mais sobre a minha Metodologia DOBRAR de investimentos clicando aqui!

Com isso, me despeço por hoje!

Espero que esse artigo tenha te dado muito mais clareza sobre os efeitos positivos de se seguir uma estratégia sólida de investimentos!

Um forte abraço,

Ramiro Gomes Ferreira.