Pai Rico, Pai Pobre: Os 10 Ensinamentos Mais Importantes Desse Livro e Como Você Pode Aplicá-los em Sua Vida Agora Mesmo

Pai Rico Pai Pobre

Pai Rico, Pai Pobre”.

Você provavelmente já ouviu falar nesse livro.

E, sendo um leitor do blog, é possível que você também já tenha lido ele.

Isso não me surpreende.

Afinal, estamos falando de uma das obras mais consagradas quando o assunto é finanças pessoais, escrita pelo autor Robert T. Kiyosaki.

“Pai Rico, Pai Pobre” é um livro que ajudou a moldar e direcionar o conhecimento de várias pessoas ao redor do mundo.

Como eu mesmo, por exemplo.

Este livro é apenas um dos vários que abriu a minha mente para assuntos importantes ligados a educação financeira.

Os ensinamentos presentes nessa obra com certeza me influenciaram em momentos decisivos da minha carreira.

E tenho certeza essas lições também podem impactar a sua vida.

É por isso que, neste artigo, eu reuni os 10 principais ensinamentos presentes no livro “Pai Rico, Pai Pobre”.

Se você já leu essa obra de Kiyosaki, este texto servirá como um bom resumo do que foi aprendido.

Caso ainda não tenha lido, encare este artigo como uma provocação para que você não perca tempo e se programe para devorar esse livro o quanto antes.

Se você tiver alguma dúvida sobre investimentos, finanças pessoais ou seguros, pode entrar em contato comigo através do formulário abaixo.

Se preferir, pode enviar uma mensagem para [email protected]

Entraremos em contato o mais breve possível!


ENSINAMENTO #1 – A CORRIDA DOS RATOS

Pai Rico, Pai Pobre

Um dos maiores ensinamentos de Robert Kiyosaki no livro “Pai Rico, Pai Pobre” é sobre a “corrida dos ratos”.

Esse é um conceito criado pelo autor para identificar o estilo de vida que a maioria dos adultos trabalhadores leva.

Trata-se de um estilo autodestrutivo e que não leva a lugar algum – financeiramente falando.

A “corrida dos ratos” começa quando as pessoas começam a trabalhar.

Ao ganhar o seu salário, a maioria começa a comprar bens supérfluos, esgotando todo o dinheiro com esses itens.

Quando recebem uma promoção ou aumentam os seus ganhos de alguma forma, o salário excedente é gasto, novamente, com produtos e serviços que não geram riqueza.

No começo, esses itens supérfluos podem não ser tão caros.

Porém, à medida que se evolui na carreira, a “brincadeira” começa a ficar séria e gasta-se com carros, viagens e casas.

No final das contas, tudo o que se ganha é gasto de alguma forma.

Cada novo real recebido é gasto. Dia após dia, mês após mês.

Esse é o padrão mental de quem está na “corrida dos ratos”.

O seguinte trecho, retirado do próprio livro de “Pai Rico, Pai Pobre”, ilustra bem esse conceito:

Raramente os problemas de dinheiro das pessoas são resolvidos com mais dinheiro. A inteligência resolve os problemas. Um amigo meu costuma repetir uma frase para as pessoas endividadas. “Se você descobre que se enterrou num buraco… pare de cavar.”

A recomendação de Kiyosaki é que as pessoas entendam o que é a “corrida dos ratos” e saiam dela o quanto antes.

Mas como fazer isso?

ENSINAMENTO #2 – A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO FINANCEIRA

Pai Rico, Pai Pobre

É aí que entra o segundo ensinamento do livro.

A educação financeira tira você da “corrida dos ratos”.

Para Kiyosaki, é extremamente importante aprender sobre esse tema, que infelizmente não nos é ensinado nas escolas.

Para o autor, a inteligência financeira se resume em quatro habilidades:

A partir do momento que a pessoa domina essas quatro habilidades, ela pode se considerar inteligente do ponto de vista financeiro.

E isso é extremamente importante para os que querem sair da “corrida dos ratos”.

Para fazer isso, você pode consultar blogs, canais no YouTube e principalmente livros.

Não dependa somente da educação formal.

A escola não poderá te ajudar com isso.

ENSINAMENTO #3 – NUNCA PARE DE ESTUDAR

Pai Rico, Pai Pobre

Você frequentou a escola por anos, prestou vestibular, se formou na faculdade e ainda fez um curso de pós graduação.

Já pode parar de estudar?

É claro que não!

Para Kiyosaki, a busca por conhecimento deve ser uma constante em sua vida.

E o autor não estava falando da educação tradicional.

A recomendação não é necessariamente que você faça uma faculdade, especializações e se torne um mestre em determinada área.

Embora isso possa ser importante em alguns casos, a sugestão do autor é que você busque conhecimento a partir de experiências práticas e métodos alternativos que não são utilizados pelo sistema de ensino tradicional.

Para você ter uma noção, o “Pai Rico” de Kiyosaki nunca havia terminado o ensino médio.

Porém, ele viria a se tornar um dos homens mais ricos do Havaí.

O “Pai Pobre”, por outro lado, se especializou e possuía todas as credenciais de um verdadeiro doutor.

Contudo, este morreu pobre e deixando dívidas para a sua família.

Os dois sabiam a importância do estudo, mas um deles buscava o conhecimento que o aproximaria mais de seus objetivos financeiros.

ENSINAMENTO #4 – COMECE CEDO

Pai Rico, Pai Pobre

Robert Kiyosaki teve a “sorte” de ter sido ensinado por dois pais.

Os dois ensinavam coisas diferentes, mas o seu mérito foi ter dado ouvido àquele que viria a se tornar o seu “Pai Rico”.

Muitos de nós não tivemos a mesma oportunidade, mas hoje temos à disposição todo o conhecimento “mastigado” deixado pelo autor.

Um de seus ensinamentos mais importantes é a recomendação de que devemos começar o mais cedo possível a construção de nossa riqueza.

Se possível, começar ainda na juventude, com a busca pelo conhecimento e educação financeira.

Se para você parece que é tarde demais, o autor também tem uma sugestão: comece agora mesmo.

Todo o tempo que você gastar se lamentando será um tempo que poderá fazer falta no futuro.

Você pode não ter tido a oportunidade de começar cedo, mas tem a responsabilidade de começar o quanto antes agora que sabe a importância disso.

ENSINAMENTO #5 – A IMPORTÂNCIA DO EMPREENDEDORISMO

Pai Rico, Pai Pobre

Para o autor de “Pai Rico, Pai Pobre”, as pessoas deveriam sempre buscar formas de empreender.

Seja por conta própria, seja na empresa que trabalha, o empreendedorismo ensina lições importantes sobre dinheiro.

Robert Kiyosaki resumiu esse ensinamento na seguinte frase:

“Cuide de seus negócios.”

Para exemplificar, o autor cita a vida de Ray Kroc, o fundador do McDonald’s como conhecemos hoje.

Embora todos achassem que seu negócio fosse hambúrgueres, na verdade seu negócio eram imóveis.

Assim, enquanto a profissão de Ray era vender franquias de hambúrguer, ele acumulava imóveis e se dedicava a fazer isso.

Ou seja, o dinheiro que ele ganhava com sua profissão era investido em seu verdadeiro negócio.

ENSINAMENTO #6 – A DEFINIÇÃO DE PASSIVO E ATIVO

Pai Rico, Pai Pobre

Diferente da definição contábil tradicional, Kiyosaki apresentou uma nova visão sobre os termos “ativo” e “passivo”.

E é bem fácil entender cada um deles:

  • Ativo é tudo aquilo que coloca dinheiro no seu bolso
  • Passivo é tudo aquilo que tira dinheiro do seu bolso

Dessa forma, podemos entender um carro como um passivo ou um ativo?

Embora um contador vá dizer que o carro é um ativo, para o autor o carro é um passivo.

Afinal, você precisa pagar pelo combustível, manutenção, seguro, financiamento…

E uma casa?

Bom, neste caso ela pode ser um ativo e um passivo.

Se essa casa estiver sendo usada para moradia própria, ela é um passivo, pois está tirando dinheiro do bolso de seu dono.

Porém, se ela estiver alugada, a casa se transforma em um ativo e passa a ajudar o seu dono colocando dinheiro em seu bolso.

O ensinamento de Kiyosaki é: pare de comprar passivos e comece a investir em ativos.

ENSINAMENTO #7 – NÃO TRABALHE PELO DINHEIRO

Pai Rico, Pai Pobre

“Se você trabalha pelo dinheiro, está cedendo poder a seu empregador. Se seu dinheiro trabalha para você, você mantém e controla o poder.”

Esse é o problema de quem permanece na corrida dos ratos.

Em vez de buscar formas de fazer o dinheiro trabalhar para eles, eles vivem para trabalhar para o dinheiro.

Assim, continuam presos à rotina que não leva a lugar algum.

Quer aprender a fazer o dinheiro trabalhar para você?

Então assista ao vídeo a seguir:

ENSINAMENTO #8 – NÃO ACREDITE EM CRENÇAS LIMITANTES

Pai Rico, Pai Pobre

De acordo com Kiyosaki, o seu “Pai Pobre” adorava dizer frases como essas:

“O amor ao dinheiro é a fonte de todo o mal”

“Estude arduamente para poder trabalhar em uma boa empresa”

“Não dá para comprar isso!”

Por outro lado, o “Pai Rico” tinha frases semelhantes, mas com um propósito completamente diferente:

“A falta de dinheiro é a raiz de todo o mal”

“Estude arduamente para comprar uma boa empresa”

“O que posso fazer para comprar isso?”

Com isso, o autor quer mostrar que suas crenças limitantes realmente podem te atrapalhar em sua busca pela independência financeira.

Não acredite nelas.

Em vez disso, alimente pensamentos positivos e sempre busque formas de contornar os problemas, e não fugir deles.

ENSINAMENTO #9 – A DIFERENÇA ENTRE ESTAR POBRE E ESTAR QUEBRADO

Pai Rico, Pai Pobre

“Há uma diferença entre ser pobre e estar quebrado. Estar quebrado é algo temporário, ser pobre é eterno.”

Na sua caminhada, você precisa entender essa diferença.

É muito provável que você vá quebrar algumas vezes durante o seu caminho, mas não desista.

Essa é uma situação temporária, que logo passa.

Se você permanecer nela, esse é um sinal de que você não está quebrado e sim é uma pessoa pobre.

Em qual desses perfis você se encaixa?

ENSINAMENTO #10 – EXISTEM QUATRO TIPOS DE PESSOAS (OS QUATRO DO DINHEIRO)

Pai Rico, Pai Pobre
Imagem: Investidor de Sucesso

Para Robert Kiyosaki, as pessoas podem ser divididas em quatro categorias quando o assunto é finanças.

Esses são os quatro quadrantes do dinheiro:

  • Empregados
  • Autônomos / Prestadores de Serviços
  • Investidores
  • Dono de Negócios

O quadrante do lado esquerdo, composto pelos empregados e autônomos, é onde a maioria das pessoas está.

Nessas áreas, o ganho é linear e trabalha-se por dinheiro.

Ali, a grande parte das pessoas é, será ou permanecerá pobre para o resto da vida.

Do outro lado do quadrante estão as pessoas ricas.

E isso compreende apenas 5% da população.

Nessas áreas, o ganho é residual.

É o dinheiro que trabalha para as pessoas.

Qual é a boa notícia?

Quem está do lado esquerdo pode migrar para o lado direito, aprendendo a como gerar renda (comprando ativos) e fazendo o dinheiro trabalhar para si.

Se você é empregado ou prestador de serviço e aprende a como poupar e investir, pode começar a mudar de quadrante e viver da rentabilidade dos seus investimentos.

Alguns preferem investir em um negócio próprio, o que também garante uma mudança de quadrante.

O importante é entender que você não está preso a nenhuma dessas classificações e pode mudar de uma para a outra sempre que desejar.

CONCLUSÃO

Preciso de uma corretora para investir?

Esses foram os principais ensinamentos que eu extraí do livro “Pai Rico, Pai Pobre”.

Como você pode perceber, Robert Kiyosaki tem muito a nos ensinar quando o assunto é dinheiro, investimentos e empreendedorismo.

Tenho certeza que alguma dessas lições pode ajudá-lo a conquista a sua independência financeira.

Para te ajudar ainda mais nesse sentido, recomendo fortemente que você dê uma olhada na calculadora da independência financeira que eu criei.

Ela vai te mostrar o quanto falta para você alcançar a liberdade que você tanto deseja.

Cálculo Independência Financeira
 
R$
,00

Considerar poder de compra atual (a dinheiro de hoje)

Prazo
anos
R$
,00
R$
,00
CALCULAR

Se tiver dúvidas sobre o artigo ou a calculadora acima, você já sabe: é só usar o formulário do começo do artigo ou enviar um e-mail para [email protected]

Um forte abraço,

Ramiro Gomes Ferreira.

Pai Rico, Pai Pobre: Os 10 Ensinamentos Mais Importantes Desse Livro e Como Você Pode Aplicá-los em Sua Vida Agora Mesmo
5 (100%) 5 votes