O famoso aluguel de ações!

Uma possível forma de aumentar seus lucros com sua carteira de ações praticamente sem esforço!

Mas como funciona esse processo? E será que ele é seguro e vale a pena mesmo?

E quais são algumas desvantagens de fazer essa operação? É pra todo mundo?

É disso tudo que vou falar no artigo de hoje!

Se você quer entender tudo sobre esse procedimento da Bolsa de Valores, acompanha com atenção este guia!

O QUE É E COMO FUNCIONA O ALUGUEL DE AÇÕES?

investir em acoes ou fundo de acoes

O aluguel de ações, ou “empréstimo de ativos” é uma forma muito interessante de unir investidores de longo prazo com investidores de curto prazo, podendo gerar lucros para ambos.

De forma básica, essa é uma modalidade de operação na qual o investidor que possui um papel em sua carteira pode emprestá-lo a outro.

Tudo isso por um tempo pré-determinado, e com o “doador” (aquele que empresta) recebendo do “tomador” (aquele que pega emprestado) uma taxa fixa!

Isso mesmo: da mesma forma que você pode alugar um apartamento seu por 1 mês e receber R$ 1000 por isso, você pode alugar suas ações PETR4 por um mês e receber também!

Ou seja, se você não tem intenção de vender alguma ação sua no período próximo (quando você é um Buy and Holder, por exemplo), pode rentabilizá-la além de sua valorização!

Assim, você empresta suas ações (que seguem sendo suas) a alguém por um tempo, a pessoa te paga uma taxa e te devolve os papéis no final do período acordado!

Legal, não é?

Mas acredito que podem estar surgindo algumas dúvidas na sua cabeça…

Como por exemplo: “Por que alguém pegaria uma ação emprestada?”

E aí entra algo que nós não gostamos muito aqui no Clube do Valor, mas que é bem comum no mercado: a especulação.

Pense assim: você é um trader com foco em curto prazo, e você acredita que as ações PETR4 da Petrobras vão cair em breve.

Digamos que essas ações estão sendo vendidas por R$ 20 cada hoje, e você acredita que elas vão cair até R$ 15.

Não só isso: você quer ganhar dinheiro com essa queda que está prevendo. Porém, você não tem ações da Petrobras. O que você faz?

Pode ser isso:

  1. Você pega ações PETR4 emprestadas de alguém que as está alugando por um mês, pagando uma taxa por isso.
  2. Você as vende imediatamente, por R$ 20.
  3. Você espera sua previsão se concretizar e elas caírem para R$ 15 dentro desse mês.
  4. Se isso acontecer, você as recompra por R$ 15 e as devolve ao investidor que as emprestou para você no final do prazo de aluguel.
  5. Você ganha esses R$ 5 por ação como lucro e fica feliz, e paga uma pequena taxa ao investidor que te emprestou as ações PETR4 nesse período, que também fica feliz!

Essa modalidade de especulação é o que conhecemos como “venda a descoberto”, “entrar vendido” ou “short selling”.

Muito arriscada, essa é uma forma de traders tentarem ganhar com baixas do mercado, mas que pode resultar em perdas consideráveis caso não a “aposta” do investidor não esteja correta.

Porém, como você pode ter visto, o aluguel de ações é basicamente proveitoso a todos os envolvidos.

O “doador” pode ganhar um pouco mais com ações nas quais já não planejava mexer no curto prazo.

E o “tomador” adquire os meios para realizar operações mais arriscadas que talvez não conseguisse fazer caso tivesse que possuir as ações para isso!

O ALUGUEL DE AÇÕES É SEGURO?

Tesouro direto

Tenho certeza que, se você chegou nesse artigo pensando em alugar suas ações, é possível que minha explicação tenha te deixado com uma pulga atrás da orelha.

Você pode ter pensado “Mas se eu alugar minhas ações para um trader que errar na sua aposta? Se ele perder minhas ações e não conseguir recomprá-las para me devolvê-las?”

Mas aqui, posso te tranquilizar: o doador de ações não corre praticamente nenhum risco na operação.

Isso porque a B3, buscando eliminar a inadimplência, instituiu um rigoroso sistema de garantias.

O tomador deve, para poder alugar as ações, depositar um valor como “garantia” da operação.

Caso ele não consiga honrar seus compromissos no final do contrato, a B3 usa esse valor para garantir que o doador não sairá prejudicado.

De acordo com a B3: “em casos extremos que não houver devolução no vencimento, o tomador será responsável por remunerar o doador com o dobro da taxa originalmente contratada até a data da emissão do direito recompra ao doador, que possibilita o doador executar uma recompra conforme regras do manual de procedimentos operacionais da B3”

Ou seja, o doador não precisa se preocupar com riscos nessa operação.

Já para o tomador, ela é bem mais arriscada…

Como em qualquer modalidade especulativa, o potencial de perda é gigantesco, e no caso de venda a descoberto, pode ser infinito.

Ou seja, a parte tomadora é também quem corre riscos nessa operação.

Agora que você está mais tranquilo quanto a essa modalidade de investimento, vamos ver algumas vantagens que ela pode trazer para você!

QUAIS AS VANTAGENS DO ALUGUEL DE AÇÕES

LCA Letra de Crédito do Agronegócio

Como citado anteriormente, a maior vantagem de se alugar suas ações é a possibilidade de rentabilizar aquilo que antes ficaria parado.

Se você for um investidor de muito longo prazo (como um seguidor do Buy and Hold, por exemplo), é possível que tenha a intenção de passar longos períodos com uma ação na carteira.

Isso porque esse tipo de investidor fundamentalista tem a mentalidade de ser “sócio” de uma empresa, às vezes por uma vida inteira.

E, justamente por isso, esses investidores não planejam vender suas ações no curto prazo.

Por isso, pode ser muito interessante para eles alugarem suas ações para outros investidores, adicionando assim algum ganho extra sem esforço na sua carteira!

Além disso, cabe ressaltar: o investidor “doador” segue recebendo seus dividendos normalmente mesmo quando seus papéis estão alugados!

Ou seja, para várias pessoas que investem na Bolsa, deixar de alugar suas ações é deixar de ganhar dinheiro “fácil”, mesmo que as taxas não sejam tão altas.

Porém, nem tudo é um mar de rosas, e existem sim algumas desvantagens nessa modalidade de investimento.

Dá uma olhada:

QUAIS AS DESVANTAGENS DO ALUGUEL DE AÇÕES

LCA Letra de Crédito do Agronegócio

Como eu disse, alugar suas ações é ideal para investidores que não têm a intenção de vendê-las no curto prazo

Isso porque, enquanto as ações estão emprestadas, o “doador” não pode vendê-las, mesmo que uma excelente oportunidade de venda apareça.

É verdade que existem modalidades de aluguel de ações nas quais o “doador” pode encerrar o empréstimo com antecedência (e outras na qual até o tomador tem essa liberdade)…

Porém, mesmo nesse caso, o tomador tem um período de 3 pregões para realizar essa devolução, e, até lá, a hora de vender pode ter passado.

Por isso, esse é um movimento que deve ser bem planejado pelo investidor que quer colocar suas ações para aluguel.

Além disso, durante o período de empréstimo, o “doador” perde seu possibilidade de participar de assembleias de votação da empresa na qual investe, caso tenha ações ordinárias.

Isso é para evitar que uma ação possibilite 2 votos (do doador e do tomador), e, portanto, apenas o tomador fica com esse direito, caso não tenha vendido a ação ainda.

Se você é o tipo de investidor que gosta de ter uma postura mais participativa nas empresas em que investe, isso é algo a se considerar também.

Porém, pesando as vantagens e desvantagens na balança, será que vale a pena alugar suas ações?

Continue lendo para descobrir!

VALE A PENA FAZER ALUGUEL DE AÇÕES?

Calculadora de Investimentos

Como você pode ter visto, existem pontos positivos e negativos em alugar suas ações.

Para um investidor que não pretende movimentar a carteira, essa pode ser uma forma de conseguir dinheiro extra basicamente sem contrapartida negativa!

Porém, para investidores que gostam de participar das empresas nas quais investe, ou que gostam de aproveitar movimentos de venda do mercado, pode não funcionar tão bem.

Cabe a cada um ponderar se para si vale a pena realizar essa operação ou não.

Aqui no Clube do Valor, nós fazemos isso.

Temos um Fundo de Investimento em Ações que segue nossa modalidade de Deep Value Investing, ou Investimento em Valor Profundo.

Esse FIA está composto por milhões de reais de centenas de clientes, e nós buscamos sempre estar alugando o máximo possível das ações presentes nele.

Isso gera uma renda extra para o Fundo, que logo reinvestimos na carteira dele mesmo, gerando mais valor para nossos cotistas.

Você pode conhecer mais nosso Fundo de Ações apertando aqui!

Mas digamos que você acredita que alugar ações faz sentido para você. Como você pode fazer isso?

Dá uma olhada na seção abaixo para aprender!

COMO FAZER ALUGUEL DE AÇÕES?

Como comprar ações

Colocar suas ações para aluguel é um processo facilitado por diversas corretoras atualmente!

Basicamente, o investidor pode fazer essa operação diretamente no seu Home Broker.

Lá, provavelmente em uma aba chamada “Aluguel de Ativos” ou algo semelhante, o “doador” poderá selecionar os ativos que quer alugar, e decidir as opções do contrato.

Ou seja, além da taxa a ser paga e do prazo, o doador deve definir o tipo do contrato, que pode ser um destes:

Reversível ao doador: Nessa modalidade, o doador pode encerrar o contrato a qualquer momento que desejar, independentemente do período acordado. 

O tomador, por sua vez, paga apenas a taxa de aluguel proporcional ao período em que permaneceu com as ações, não ela inteira.

Reversível ao tomador: Nesse caso, é o tomador que pode finalizar o contrato independentemente do vencimento, devolvendo as ações em até quatro dias.

Reversível ao tomador e doador: Nesse caso, ambos o doador e o tomador têm liberdade para encerrar o contrato antes do prazo, se desejarem.

Vencimento Fixo: Finalmente, nesse caso o prazo acordado deve ser cumprido, e nenhuma das partes pode antecipar o fim do empréstimo.

Cabe ressaltar também que não são apenas ações que podem ser alugadas. Todos esses ativos podem ser emprestados:

  • Ações (ON, PN e Units)
  • FIIs
  • ETFs
  • BDRs (Patrocinados e Não Patrocinados Nível 1)

Ou seja, o investidor tem potencial para alugar sua carteira inteira, dependendo de como investe!

Fica a cargo de cada investidor decidir se fará ou não esse procedimento, com quais ativos e por quanto tempo!

COMO INVESTIR EM AÇÕES DA FORMA CERTA

Como eu disse, a opção de alugar ou não suas ações é totalmente sua, e depende da sua forma de investir!

Da mesma forma, a escolha das ações que vão compor sua carteira também é sua!

E, caso você tenha interesse em investir exatamente como nós investimos em ações aqui no Clube do Valor, de acordo com o Investimento em Valor, tenho um convite para você!

Quero te chamar para saber mais do nosso Fundo de Investimento em Ações, uma forma simples de investir como nós (e, já que alugamos as ações do FIA, ganhar com aluguel de ações também!

Aperte aqui para conhecer nosso Fundo de Ações!

E, com isso, me despeço por hoje!

Um forte abraço e bons investimentos!

Antonio Stein