Bitcoin: Mais uma bolha financeira ou uma grande oportunidade? 3 Fatos que você precisa levar em consideração nessa análise

Bitcoin.

Um dos assuntos mais tratados nos últimos meses no mercado financeiro.

Tenho certeza que você já ouviu falar sobre essa moeda e sobre a febre das “criptomoedas”.

Afinal, a trajetória de alta nas suas cotações é impressionante.

E isso, evidentemente, atraiu diversos investidores com o intuito de ganhar dinheiro rapidamente.

E, desde então, vemos dezenas de empresas e publicações financeiras nos “alertando” para essa “grande oportunidade”:

Naturalmente, eu comecei a ser questionado pelos leitores aqui do Clube do Valor:

”O Bitcoin é, de verdade, uma boa oportunidade de investimentos para mim?”

Até pouco tempo atrás, eu não tinha o intuito de tratar desse tema por aqui.

Entretanto, preciso confessar: foram muitos pedidos.

Somando todos os e-mails e mensagens recebidas com o fato de eu ter percebido que tem muita gente realmente acreditando que vai ficar rico rápido pegando um “atalho” nessa onda, resolvi fazer esse post.

E o meu intuito aqui é, justamente, responder uma importante pergunta para você:

O Bitcoin é uma bolha ou uma oportunidade?

É claro: eu não tenho a pretensão de me posicionar como o dono da verdade, tampouco de criar um “guia completo” sobre o assunto.

Afinal, outros excelentes educadores financeiros, como o Tiago Nigro, já criaram materiais completos e muito bem explicativos, como o vídeo que deixo abaixo:

Por isso, esse será um artigo um pouco diferente do normal.

Parece interessante para você?

Então continue lendo para saber mais sobre…

E muito mais!

Ah, e se você for do tipo de leitor que prefere um conteúdo em formato de vídeo, deixo recomendado aqui um vídeo semelhante que eu criei para abordar esse tema:

3 FATOS QUE VOCÊ DEVE LEVAR EM CONSIDERAÇÃO ANTES DE PENSAR EM COMPRAR BITCOINS

Antes de mais nada, precisamos alinhar bem três fatores em relação ao bitcoin e às criptomoedas.

Fato #1 – Bitcoin não é investimento

Bitcoin, Ethereum e as demais criptomoedas não são um investimento.

Isso mesmo.

Não há como enquadrar esses ativos na definição clássica do conceito de “investimento” de Benjamin Graham, que diz que:

”Uma operação de investimento é aquela que, após análise profunda, promete a segurança do principal e um retorno adequado”

Veja bem: com bitcoins, simplesmente não é possível…

  1. Realizar uma análise profunda do ativo;
  2. Garantir a segurança do principal; e
  3. Buscar um retorno adequado

Afinal, temos a seguinte situação:

  1. Diferentemente do mercado de ações, em que por trás de uma ação há uma empresa, com resultados públicos que nos permitem realizar uma boa análise do ativo (ação) com base nos seus fundamentos (da empresa), com as moedas (e eu me refiro a qualquer moeda, incluindo também metais preciosos, como o ouro) o mesmo não acontece. É impossível de fazer uma profunda análise que vá além do fator “oferta x demanda”.
  2. Como o mercado é altamente volátil, não há qualquer garantia de que o principal investido será protegido; e
  3. Todo mundo que adquiriu bitcoins o adquiriu buscando um retorno extraordinário

Então, sejamos bem claros aqui:

Bitcoin não é investimento.

E isso é ruim?

Não necessariamente.

Nem ruim, nem bom.

Só é importante fazermos uma distinção bem clara aqui, para que você não corra o risco de estar especulando enquanto acha estar investindo.

Tenha bem em mente a diferença entre “investimento” e “especulação”, que eu explico bastante nesse video aqui:

Lembre-se do nosso conceito de especulação, que diz que:

“A especulação é uma operação de curto prazo, com foco no preço do ativo especulado em detrimento aos seus fundamentos, e com o objetivo de gerar um resultado muito superior ao do mercado, assumindo riscos que podem comprometer todo o capital aplicado.”

E tenha certeza:

Ao adquirir bitcoins você está especulando, e não investindo.

Especulador vs Investidor

Dito isso, vamos ao fato número dois.

Fato #2 – A tecnologia por trás do bitcoin é revolucionária

Um dos principais pontos favoráveis às criptomoedas é esse:

Elas contam com uma tecnologia incrível, chamada de “blockchain.”

E sim, é uma tecnologia incrível.

Você pode entender melhor os benefícios dela ao assistir esse excelente TED Talk:

Eu não sou nenhum especialista em meios de pagamentos e segurança de transações financeiras, mas tenho que concordar que o blockchain parece ser uma tecnologia que veio para ficar.

E mais do que isso: que pode revolucionar a indústria financeira.

E isso é ótimo!

É estarmos vivendo grandes – e positivas – mudanças em tempo real.

Entretanto, há um fato bem claro aqui: isso, por si só, não quer dizer que o bitcoin seja uma grande oportunidade de especulação.

Afinal, nos mercados financeiros há sempre uma diferença entre “preço” e “valor”.

Me parece que o valor dessa tecnologia é muito alto.

Mas será que o preço das moedas que utilizam a tecnologia é o “preço justo”?

Veremos mais sobre isso em frente, mas antes vamos ao fato número três…

Fato #3 – Sim, o bitcoin pode ser utilizado como uma reserva de valor

Já vi algumas vezes o bitcoin ser comparado ao “ouro virtual”….

Afinal, assim como o ouro, o bitcoin tem uma demanda finita: 21 milhões de unidades.

Ou seja, sabemos que não haverá uma grande inflação nesse mercado, porque a partir do momento em que as 21 milhões de unidades do bitcoin forem criadas, a mineração de bitcoin (o nome dado para a criação de novas unidades da moeda) vai parar.

E então teremos um mercado total bem claro e, portanto, um potencial de uso de bitcoin como reserva de valor.

A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR: SERIA O BITCOIN UMA BOA OPORTUNIDADE?

Até aqui, tudo ótimo.

Expus aqui três fatores muito importantes para levarmos em consideração na análise de compra ou venda de um bitcoin ou uma criptomoeda.

Agora, é capaz de você estar pensando algo como…

Deixa eu ver se eu entendi… Não é um investimento, e sim uma forma de especulação… Tem uma grande tecnologia por trás, que pode mudar o mundo e além de tudo isso pode ser usado como uma reserva de valor. Então eu devo comprar?

Bom…

Por motivos legais, eu não posso fazer uma recomendação clara sobre compra ou venda de algum ativo aqui no Clube do Valor.

Essa tarefa acaba sendo restrita para os meus clientes de consultoria de valores mobiliários.

Por isso, vou limitar aqui o meu ponto de vista para fazer um alerta bem claro e responder à pergunta mais importante sobre esse tema:

O Bitcoin é uma bolha financeira?

Na minha visão e, depois, de muita análise sobre esse ponto, a resposta é:

Sim.

O bitcoin, para mim, tem todas as características de uma grande bolha financeira.

O que é uma bolha financeira?

Se você não sabe, uma bolha financeira é quando algum ativo, ou uma classe de ativos, adquire um preço totalmente incompatível com o seu valor intrínseco.

Ou seja: o ativo passa a ser negociado a um preço muito superior ao seu preço justo.

Então, em dado momento, a bolha “estoura”, trazendo consigo grandes desvalorizações para esses ativos.

Em outras palavras, as pessoas que possuem esse ativo em carteira amarguram uma grande perda em um espaço de tempo muito curto.

E a realidade é:

Bolhas sempre existiram e sempre vão existir.

Afinal, elas estão muito mais ligadas à natureza humana do que a qualquer outra coisa.

Uma bolha é causada pela nossa ganância e pela nossa vontade de ganhar sempre mais. Pela natureza que temos de buscar sempre um caminho curto para a riqueza fácil…

É um assunto puramente relacionado à economia comportamental.

E eu até entendo se você discordar desse ponto de vista, ou questionar algo como….

”Mas Ramiro, essa tecnologia não é revolucionária?”

E aqui eu repito: o fato da tecnologia do blockchain ser revolucionária não significa que o preço de negociação dos bitcoins não esteja num patamar totalmente artificial.

Nem o fato da demanda de bitcoin ser finita.

Deixe eu te contar uma história para deixar esse meu argumento mais claro.

A Bolha .com

Uma das bolhas mais famosas dos últimos tempos foi a bolha “ponto com”, ou ”dot com bubble”, como eles chamam nos Estados Unidos.

Se você não sabe o que é isso, te explico:

No final dos anos 90, com o advento da internet, milhares de empresas de tecnologia abriram o capital na bolsa norte-americana.

E a maioria dessas empresas passou por um período de sucessivas altas e valorização muito forte.

Víamos empresas crescendo 100%, 200% ao ano sem gerar absolutamente 1 centavo de receita.

Tudo, é claro, sob o argumento de que “a internet ia mudar o mundo”.

E, com o tempo, o mercado acabou percebendo que essas empresas da “bolha .com” não valiam tanto quanto elas estavam sendo cotadas na Nasdaq.

Assim, de um dia para o outro a bolha estourou e todas as ações dessas empresas tiveram grande desvalorização.

E o que a gente enxerga hoje, cerca de 17 anos depois dessa bolha?

Que a internet realmente mudou o mundo.

Não preciso nem entrar em detalhes aqui….

Afinal, você está lendo esse artigo graças a internet 🙂

Mas isso não evitou que os “investidores” que entraram naquela onda de “ganho fácil” não tenham perdido bilhões de dólares em aplicações financeiras.

Ou seja: aí temos um exemplo bem claro e recente de como o fato da tecnologia ser disruptiva não evita o fato de termos uma bolha.

AS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DE UMA BOLHA FINANCEIRA

Quando eu digo que o bitcoin tem todas as características de uma bolha financeira, não me refiro apenas à valorização extrema dos ativos em um curto período de tempo.

Afinal, isso por si só não quer dizer nada.

Meu argumento favorável ao fator “bolha do bitcoin” se dá com base em três pontos:

Ponto 1: “Dessa vez é diferente”

Aqui no Clube do Valor, é a primeira vez que eu trato desse tema (e, provavelmente, a última).

Entretanto, como bem comentei nos primeiros parágrafos, há algumas semanas eu sou muito questionado por amigos e parentes sobre os bitcoins.

E quase todas as vezes que eu manifestei minha posição contrária e cautelosa em relação à compra de bitcoins, eu ouvi alguma frase parecida com essa…

“Ah, Ramiro, mas dessa vez é diferente”

E isso é até engraçado, porque existe uma máxima bastante famosa de um investidor chamado John Templeton que diz justamente o seguinte:

“As 4 palavras mais caras do mundo são: ‘dessa vez é diferente’.”

E isso significa, justamente, que a gente deveria aprender com casos assim que já ocorreram no passado…

Só que não aprendemos.

E o caso da bolha .com está aí para provar isso.

Ponto 2: Bolhas não podem ser observadas em tempo real

Se todo mundo achasse que o bitcoin fosse uma bolha, sua cotação não teria subido tanto…

O que isso quer dizer?

Que enquanto uma bolha não estoura, sempre há muitas pessoas negando que há, de fato, uma bolha.

Veja o caso da bolha do subprime, em 2008, que foi muito bem retratada no filme “a grande aposta”.

Até um ano antes, o então presidente do banco central norte americano, Alan Greenspan, e o seu sucessor, Ben Bernake, seguidamente davam entrevistas negando o fato de que havia uma bolha no mercado de crédito imobiliário à época.

Veja:

Então, de certa forma, o fato de ter muita gente negando que há uma bolha nesse mercado é mais um indicio de que realmente há uma bolha.

Ponto 3: Apesar do argumento, (quase) ninguém usa o bitcoin como reserva de valor ou meio de pagamento

Alguns dizem que o bitcoin é uma excelente reserva de valor.

E eu mostrei aqui que é verdade. O bitcoin pode ser, sim, uma excelente reserva de valor.

Outros, dizem um dia será um meio de pagamento amplamente aceito.

E eu também não nego: afinal, empresas como a foxbit já facilitam a conversão de bitcoins para moedas como forma de pagamento (viabilizando pagamentos com o bitcoin, mas sem com que o receptor do pagamento receba bitcoins, e sim a moeda convertida).

Entretanto, a verdade é essa:

A maioria das pessoas está utilizando essa moeda como um ativo especulativo…

Comprando simplesmente porque acham que outras pessoas comprarão a um preço mais caro.

Como é uma moeda sem lastro e, ainda, sem uma aceitação global como meio de pagamento, é difícil de dizer se ela possui um valor intrinseco por trás dessa alta cotação e, se sim, qual é esse valor intrinseco.

Portanto, não se engane: quando o valor por trás do ativo fica para trás e tudo o que se fala é que “quem comprar vai ganhar”, é mais um forte sinal de bolha prestes a estourar.

CONCLUSÃO: O BITCOIN É UMA BOLHA, ENTÃO?

Como bem antecipado, não quero me posicionar como o dono da verdade.

Com esse artigo, quis mostrar para você os meus argumentos que justificam o fato de eu achar que o bitcoin é, sim, uma bolha financeira.

E independentemente do fato de você concordar ou não com isso, fica aqui a minha ressalva:

Tenha muito cuidado ao considerar adquirir bitcoins e outras moedas virtuais.

Lembre-se: esses são veículos de especulação financeira, e não de investimento.

Se você ainda assim estiver disposto a comprar esses ativos, limite o valor de compra a um percentual realmente pequeno da sua carteira de investimentos.

Não coloque muito mais do que 1% ou 2% da sua carteira financeira nesses ativos…

E mesmo se você for um investidor muito arrojado e entender bem os riscos, não ultrapasse o percentual de 5%.

Tenha cuidado com a sua alocação de ativos e lembre-se de que não existe almoço grátis:

O seu sucesso como investidor estará amplamente ligado ao fato de você preservar bem o seu capital.

Se você gostou desse artigo, compartilhe-o nas redes sociais!

Também deixe um comentário dizendo o que você achou e se você concorda ou discorda comigo.

Um grande abraço,

Ramiro Gomes Ferreira

  • Gilmar Passos

    Mais um ótimo artigo Ramiro, concordo plenamente.Só coloque nesse tipo de “investimento” o que você aceitar perder e que não comprometa seu patrimônio adquirido.

    • Ramiro Gomes Ferreira

      Fala Gilmar! Muito obrigado pela participação! Concordo plenamente com o seu ponto. Aliás, esse era o meu principal objetivo com esse artigo: alertar às pessoas para o risco de concentrar os seus “investimentos” em bitcoin 🙂

      Forte abraço!