A bolsa de valores traz diversas oportunidades de investimento para quem deseja rentabilizar seu patrimônio. Contudo, ela também envolve riscos. Isso faz com que perder dinheiro na bolsa seja relativamente comum.

A boa notícia é que você pode agir de modo a evitar essas perdas. Com uma atuação orientada por aspectos mais relevantes ao investir, é possível se proteger de certas oscilações e buscar resultados positivos para a sua carteira.

Quer saber como agir para proteger os seus investimentos? Então descubra o que faz com que uma pessoa perca dinheiro na bolsa e entenda como evitar essa situação!

Como funcionam as perdas na bolsa de valores?

O primeiro passo para se proteger de sofrer prejuízo com ações e outros ativos na bolsa é compreender como ocorrem as perdas. Para isso, o primeiro passo é compreender que bolsa de valores é um ambiente de renda variável e que se baseia na lei de oferta e demanda.

Logo, quando a força compradora é maior que a força vendedora, o preço de um ativo tende a subir. No caso de uma força vendedora mais ampla, a tendência é a queda na cotação de ativos e derivativos.

Porém, como esse movimento não é previsível, existe o chamado risco de mercado. Afinal, o comportamento de quem compra e vende ações interfere diretamente nos preços de negociação dos ativos.

Essa movimentação dá origem à volatilidade da bolsa. Assim, ela se torna maior conforme a intensidade e frequência da oscilação de preços. Se o preço de uma ação sobe e desce rapidamente e com muita frequência, o ativo é considerado mais volátil.

As perdas, por sua vez, ocorrem exatamente por conta da volatilidade. Dependendo das características das operações, as ações são vendidas por um preço abaixo do que foi pago na compra — e é exatamente assim que ocorre o prejuízo.

O que leva as pessoas às perdas?

Até aqui, você sabe que a bolsa de valores conta com volatilidade e que ela pode gerar perdas. Mas o que diferencia as pessoas que lucram no mercado acionário daquelas que saem da operação com menos dinheiro?

Na prática, isso acontece pelas decisões tomadas e pelo comportamento do investidor. Considerando tais pontos, existem fatores que podem conduzir à perda mais facilmente. Então é importante conhecê-los para saber como evitá-los.

Veja quais são!

Falta de planejamento

Um dos principais motivos para ter prejuízos é a falta de planejamento para investir na bolsa. Isso pode acontecer com quem começa a aprender sobre o mercado, fica empolgado com a chance de ganhar dinheiro e logo realiza operações.

Nesses casos, como as decisões não costumam ter tanto embasamento, há uma dependência da sorte. Ademais, a falta de planejamento também pode ocorrer com quem já tem certo nível de experiência no mercado.

É o caso de quem não tem estratégias claras para tomar decisões ou se deixa levar pelas emoções. Nesses momentos, perder dinheiro em ações pode se tornar inevitável porque não há uma atuação clara para encontrar e aproveitar oportunidades.

Investimento fora do perfil

Você conferiu que a bolsa de valores apresenta mais riscos. Com isso, é comum que os investimentos disponíveis sejam mais adequados para quem tem um perfil de risco mais tolerante. Ou seja, é preciso estar disposto a renunciar a uma parte da segurança para alcançar uma rentabilidade maior.

Por consequência, é comum que o investimento seja procurado por investidores moderados ou arrojados. No entanto, existem investidores que decidem participar do mercado acionário sem considerar essa característica.

Nesse caso, o investimento fora do perfil tende a gerar mais ansiedade e receio com as oscilações que são naturais desse mercado. Como consequência, um investidor pode se precipitar e vender em momentos de baixa, realizando prejuízos. Logo, é importante ter tolerância a essas variações.

Crença em falsas promessas

Devido às oportunidades geradas pelo mercado financeiro, há pessoas que se aproveitam para se posicionarem como verdadeiros gurus de investimentos. Como forma de atrair a atenção e obter resultados, é comum que façam promessas variadas de rentabilidade.

Isso pode acontecer, por exemplo, quando uma determinada pessoa ou empresa de análises promete que, ao comprar cursos ou assinar os relatórios produzidos por ela, você terá uma rentabilidade específica. Embora as informações realmente possam ajudar nas decisões, não há como prometer retorno na renda variável.

Contudo, ignorar essa afirmação pode levar uma pessoa a perder dinheiro em ações. Afinal, ao acreditar nas promessas feitas quanto à atuação no mercado, pode-se terminar com os prejuízos de uma operação mal planejada.

Comportamento de manada

Considerando que o comportamento do investidor pode colaborar com as perdas, vale conhecer o conceito de efeito manada. Esse é um fenômeno psicológico que ocorre quando uma pessoa deixa de tomar as próprias decisões e segue o comportamento de um grupo.

O movimento se explica tanto pelo interesse em se encaixar em um meio quanto pela crença de que é menos provável que muitas pessoas errem juntas. Porém, esse comportamento pode induzir ao erro.

Na bolsa de valores, o movimento pode ser observado na subida ou na queda de uma ação. Diante da desvalorização, muitos investidores se desesperam com as perdas e se antecipam vendendo o ativo. Com isso, realizam um prejuízo que poderia ser revertido posteriormente.

Já a alta pode tornar uma ação mais atraente, pois envolve o interesse do mercado. Contudo, comprar uma ação em alta ou já sobrevalorizada aumenta as chances de perdas, pois a tendência é que ela retorne a seu preço justo.

Ambição desmedida

Outro comportamento que pode levá-lo a perder dinheiro na bolsa é a ambição desmedida. É o que acontece, por exemplo, ao encontrar uma ação que tem um potencial de crescimento atraente.

Em situações assim, em vez de se ater à estratégia definida anteriormente, a ambição pode levá-lo a investir demais nesse papel, o que pode gerar perdas.

O desejo de ganhar muito e rapidamente também aumenta os riscos de erros. Tenha em mente que, quando as expectativas estão muito elevadas, você tende a se arriscar demais e isso se reflete em seus resultados.

Quais comportamentos evitar para não perder dinheiro na bolsa?

Com o que viu até agora, você sabe o que pode fazê-lo perder dinheiro na bolsa. Agora, é interessante entender quais hábitos evitar. Ao reconhecer esses comportamentos prejudiciais, você pode ajustar sua abordagem no mercado e aumentar suas chances de obter lucros.

Confira!

Não conhecer verdadeiramente o mercado

Como a intenção é diminuir os riscos de sofrer perdas na bolsa de valores, é fundamental entender o funcionamento do mercado. Por exemplo, antes de comprar ações, é preciso saber quais são os riscos da bolsa, como funciona a análise de ações, quais são os prazos e outras questões.

Portanto, o primeiro passo é se capacitar a respeito do mercado. Então estude termos e operações, saiba quem são os grandes investidores da bolsa e compreenda a trajetória que traçaram.

Não ter um método replicável

Outra grande falha para evitar é não ter uma metodologia para escolher os papéis e investir em ações. Por mais que a análise fundamentalista seja relevante, é essencial ter atenção aos critérios que são extremamente qualitativos.

Quando os fatores avaliados são subjetivos, eles trazem variáveis que não podem ser controladas e tendem a dificultar a avaliação. Nesse cenário, as chances de perdas se tornam maiores.

Além disso, não ter um método replicável o deixa mais sujeito às emoções. Na prática, será mais difícil tomar decisões objetivas e que o ajudem a conquistar os resultados desejados.

Ignorar o gerenciamento de riscos

Quando você não considera o que é o gerenciamento de risco e a sua importância, a probabilidade de perder dinheiro na bolsa se torna maior. Afinal, essa ferramenta é essencial para que você assuma riscos alinhados com o seu perfil e saiba como tomar decisões.

Portanto, vale a pena conhecer os riscos e definir quais está disposto a correr. A partir desse ponto, é possível utilizar estratégias que ajudem a diluir esses riscos — como é o caso do investimento no longo prazo, que diminui o impacto da volatilidade.

Deixar de diversificar o portfólio

Uma estratégia para o gerenciamento de riscos envolve a diversificação de investimentos. No mercado de ações, ela consiste em investir em ativos diferentes e de setores distintos. Também é possível ter outros tipos de investimentos na carteira, como títulos de renda fixa.

Quando você deixa de adotar a estratégia, há maior propensão a sofrer com as perdas na bolsa de valores. Por outro lado, quando a carteira é diversificada, você evita a concentração de recursos. Com isso, há chances de compensar as perdas de um papel com o desempenho dos demais ativos.

Como montar um planejamento adequado para reduzir riscos?

Conforme você viu, não ter um planejamento é um dos principais motivos para perder dinheiro na bolsa. Então vale a pena ter atenção a essa etapa, permitindo que a condução de toda a estratégia de investimento ocorra da melhor maneira.

A seguir, descubra como se planejar para atuar na bolsa de valores com menos riscos!

Entenda o seu nível de tolerância ao risco

Conhecer suas características como investidor é indispensável para fazer aportes financeiros — em especial, na bolsa de valores. Portanto, comece identificando o seu perfil de investidor. Com essa informação, é mais fácil avaliar se a bolsa de valores é adequada para a sua realidade.

Entender o seu perfil também é fundamental para determinar qual é o tipo de estratégia mais adequada e qual porcentagem da carteira deve ser destinada ao mercado de ações e outros ativos.

Conheça seus objetivos financeiros

Saber onde se deseja chegar com os investimentos na bolsa é mais um ponto essencial para o seu planejamento. Logo, você deve ter atenção com a definição de objetivos financeiros. Entenda o quanto espera ganhar e como pretende obter o retorno.

Se a sua intenção for compor renda passiva, por exemplo, pode fazer sentido focar no recebimento de dividendos com ações ou fundos de investimento imobiliários (FIIs). Outro ponto de atenção é o prazo. Para reduzir os riscos de perder dinheiro na bolsa, é interessante focar no longo prazo.

Com essa medida, há a possibilidade de reduzir o impacto da volatilidade, diluir os riscos e garantir tempo o suficiente para o desenvolvimento dos negócios, no caso das ações. Dessa maneira, os ativos podem acumular resultados ao longo do tempo.

Selecione uma metodologia para investir

Como foi possível aprender, não ter uma estratégia clara para os seus aportes é um dos comportamentos que devem ser evitados ao investir na bolsa. Por isso, vale a pena selecionar uma metodologia para fazer os seus investimentos.

Você pode escolher, por exemplo, o método D.O.B.R.A.R, que adotamos aqui no Clube do Valor. Focamos em uma abordagem de deep value investing com a avaliação de indicadores fundamentalistas. Por ser um método quantitativo, elimina os ruídos que uma proposta qualitativa pode apresentar.

Se for o caso, você pode desenvolver a própria metodologia. Nesse caso, é essencial fazer um estudo aprofundado para comprovar se o método é válido e aplicá-lo com maior segurança. Em todos os casos, o importante é que a estratégia permita que você invista em qualquer situação, de forma orientada e objetiva.

Mantenha suas emoções sob controle

Como parte do planejamento para investir na bolsa de valores, é essencial ter atenção às suas emoções. Investir em uma empresa famosa apenas porque muitos investidores falam dela, por exemplo, não é o melhor caminho.

Da mesma forma, não é recomendado desistir de toda a estratégia porque o mercado apresenta uma tendência de baixa. Em vez disso, é preciso se manter alinhado com seus objetivos e com a abordagem adotada.

Deixar as emoções de fora de suas operações na bolsa é um dos segredos para consolidar o planejamento e evitar perdas. Do contrário, você corre o risco de cair nas armadilhas da ambição sem limites ou do comportamento de manada.

Faça o rebalanceamento de carteira

O seu planejamento para atuar na bolsa também deve incluir o rebalanceamento de carteira. Como o mercado pode mudar de maneira significativa ao longo do tempo, é interessante que sua carteira reflita essas mudanças — desde que de forma orientada.

Em vez de fazer alterações constantes, estabeleça um período para rebalancear — ao final do ano, por exemplo. Assim, os resultados são avaliados adequadamente, ao mesmo tempo em que você evita tomar decisões de curtíssimo prazo que podem ser prejudiciais.

Com essas informações, agora você sabe o que leva uma pessoa a perder dinheiro na bolsa. Para fugir desse resultado, é importante focar no planejamento e em ter uma estratégia sólida para compor e manter sua carteira de investimentos.

Quer aprender mais e evitar perdas na bolsa? Assista nosso vídeo sobre o assunto e veja como se proteger!