Na hora de investir, você não precisa se limitar ao ambiente nacional — é possível buscar alternativas com exposição a outros países.

Na prática, muitos investidores brasileiros passaram a ter um maior interesse pelo mercado americano, buscando formas de alocar o patrimônio nos EUA.

Essa estratégia pode trazer benefícios para o seu portfólio e auxiliar na conquista de seus objetivos.

Porém, ao mesmo tempo, é importante compreender como realizar o investimento para que essas vantagens se concretizem.

Quer saber por que vale a pena se expor ao mercado dos EUA? Veja 5 vantagens que você precisa conhecer!

O QUE SIGNIFICA INVESTIR NO MERCADO AMERICANO?

investir-nos-eua

Antes de descobrir o que fazer para investir no mercado dos EUA, é essencial entender o que isso significa.

Essa decisão exige que você faça escolhas de investimentos que estejam expostas ou atreladas a condições do cenário americano.

Porém, como você verá adiante, não é sinônimo de alocar os recursos em uma alternativa direta de investimento.

Afinal, você pode fazer isso de outras maneiras, inclusive a partir do Brasil, sem precisar de contas ou recursos no exterior.

Contudo, é preciso considerar seus objetivos e seu perfil de investidor antes de tomar a decisão de investir. Para tanto, também é necessário entender como as alternativas funcionam, seus benefícios e riscos.

QUAIS SÃO 5 DOS BENEFÍCIOS DE INVESTIR NO MERCADO AMERICANO?

Vantagens

1. Maior mercado do mundo

Uma das principais razões para escolher o mercado americano é o fato de ele ser o maior do mundo. Vale destacar que os Estados Unidos têm a economia mais forte do planeta, resultado de décadas de consolidação.

Logo, expor seus recursos a esse cenário traz a chance de aproveitar os benefícios oferecidos.

Isso pode ajudá-lo a conquistar melhores desempenhos dos investimentos, além de trazer mais liquidez para as operações, por exemplo.

2. Economia sólida

O mercado dos EUA não é apenas o maior do mundo, mas também oferece maior solidez para quem o escolhe. Ao investir na bolsa de valores americana, você aloca recursos em uma economia que, historicamente, costuma apresentar bons resultados.

Além disso, o investimento permite que você se exponha, de maneira direta ou indireta, às maiores empresas do mundo. Com a força do mercado, essas companhias podem se tornar ainda mais atrativas devido ao alto potencial de desempenho.

Essa característica também é importante porque reduz os riscos causados por questões políticas ou por outras fragilidades da economia do Brasil, por exemplo. Portanto, é possível ter mais confiança, inclusive para os investimentos a longo prazo.

3. Ampla gama de alternativas

O fato de o mercado dos Estados Unidos ser tão consolidado faz com que ele disponha de muitas possibilidades para o investimento. Na prática, há como encontrar uma grande variedade de aplicações, ativos e derivativos.

Também é possível se expor a outros países por meio de alternativas negociadas no mercado dos Estados Unidos.

Além disso, as bolsas americanas desenvolvem diversos indicadores que podem balizar investimentos, como os ETF (exchange traded funds) ou fundos de índice.

Essa grande variedade não apenas aumenta o poder de escolha como também eleva as chances de você encontrar alternativas que estejam alinhadas às suas necessidades.

4. Diversificação de investimentos

Para os investidores brasileiros, escolher o mercado americano é uma forma de explorar as vantagens da diversificação da carteira.

Os pontos principais são a diluição de riscos e o aumento do potencial de ganhos quando os recursos não estão concentrados em apenas um mercado.

O principal motivo para isso é a descorrelação entre o mercado brasileiro e os investimentos ligados ao setor americano. Afinal, é pouco provável que uma decisão ou um fato ocorrido no Brasil afete o desempenho dos Estados Unidos, por exemplo.

Portanto, fazer esse investimento permite que você diversifique o risco geral da carteira. Além de auxiliar na proteção, a medida pode favorecer os resultados do seu portfólio.

5. Exposição cambial

Outro aspecto que deve ser considerado é que o investimento no mercado americano permite expor seus recursos à variação cambial e dolarizar parte da carteira.

Assim, se o câmbio da moeda subir, os seus rendimentos seguirão esse movimento.

Isso é essencial para mitigar os riscos, pois parte de seu patrimônio passa a ter proteção contra as oscilações cambiais. Em momentos de grande variação do câmbio, isso pode fazer a diferença para a carteira.

COMO INVESTIR NOS ESTADOS UNIDOS?

Após conhecer os benefícios de investir no mercado dos EUA, é o momento de descobrir como fazer essa alocação.

Na prática, existe a chance de realizar o investimento de maneira direta ou indireta. No primeiro cenário, as operações são realizadas diretamente no ambiente internacional.

É o caso de comprar ações americanas ou de alocar os recursos em outras alternativas de modo direto.

Para isso, entretanto, é necessário abrir uma conta no exterior, fazer operações de câmbio e atender às regras do mercado dos EUA.

Isso pode tornar o processo pouco prático e reduzir a capacidade de aporte. Afinal, a conversão da moeda pode exigir outras taxas que diminuem o total disponível para a alocação.

Outra possibilidade é buscar alternativas no mercado nacional que ofereçam a exposição aos resultados internacionais.

Nesse sentido, saber como investir em ETF pode ajudar. Na prática, o fundo de índice espelha um indicador de mercado, ao replicar a sua carteira teórica.

Assim, você pode escolher fundos que se exponham aos índices americanos, como o Standard & Poor’s 500, ou S&P 500. Por meio dessa alternativa, por exemplo, você adquire cotas e se expõe às 500 empresas mais negociadas do mercado dos EUA. 

Essa é, inclusive, a principal forma como ensinamos nossos alunos a investir nos EUA, e um pilar essencial da nossa Estratégia Bull Bear que ensinamos no curso Minha Primeira Carteira de Ações!

Agora você já conhece os 5 principais benefícios de investir no mercado americano e como isso pode auxiliar na construção do seu patrimônio.

Gostou do conteúdo? Se você quiser aprender mais sobre o assunto, confira as melhores formas de investir no exterior!