O mercado financeiro tem termos próprios que podem se diferenciar do que conhecemos. Por exemplo, valor e preço de ações são conceitos que diferem nas finanças, embora possam ser utilizados como sinônimos em outras situações.

É comum que esses termos apareçam com frequência nas suas pesquisas e decisões. Portanto, saber a diferença entre eles é fundamental para as suas análises, aumentando as chances de ter sucesso nos seus investimentos.

Neste artigo, você conhecerá as diferenças entre valor e preço de ações. Além disso, saberá como analisar os conceitos para encontrar oportunidades de investimento na bolsa de valores.

Continue a leitura e entenda!

O que é preço das ações?

Antes de entender o que é o preço de uma ação, é importante saber que esses ativos representam a menor parcela do capital social de uma empresa. Elas são negociadas na bolsa de valores e o preço é o montante que o investidor paga por esse ativo.

A cotação inicial é definida quando a empresa faz o IPO (initial public offering) e abre seu capital na bolsa de valores. Depois, ela é ajustada conforme as condições do mercado.

De acordo com a oferta e demanda, quanto maior a procura por uma ação, mais elevado tende a ser o seu preço. O contrário também pode acontecer, por exemplo, quando a empresa não é atrativa para os investidores.

Isso pode ocorrer por diversos motivos. Por exemplo, quando há endividamento ou baixa distribuição de proventos. Ademais, em épocas de crise econômica ou quando a mídia divulga uma informação negativa sobre a companhia, o preço das ações também tende a cair.

Portanto, preço é a cotação que aparece no seu home broker e pode mudar constantemente. Vale lembrar que não é possível ter certeza sobre como o mercado reagirá em diversos cenários. Afinal, a renda variável é dinâmica e esses ativos tendem a apresentar alta volatilidade.

O que é valor de ações?

Por outro lado, valor é o que a ação tem a oferecer para o investidor. Embora seja um conceito mais subjetivo, ele está relacionado com o que a empresa proporciona aos seus acionistas e o potencial no mercado.

Enquanto o preço é uma variável bastante volátil, o valor das ações está mais ligado à sua performance e características.

Veja exemplos de fatores que aumentam o valor de uma empresa:

  • projeções de crescimento;
  • possibilidades de expansão;
  • diferencial dos produtos e serviços oferecidos;
  • qualidade da gestão;
  • entre outros.

Assim, aspectos fundamentais a qualquer negócio e que proporcionam bons fundamentos são a base do valor da empresa. Portanto, quem investe com foco no longo prazo costuma fazer uma análise fundamentalista das ações antes de comprar os ativos.

Quais são as diferenças entre valor e preço?

Preço e valor

Embora sejam muito usados como sinônimos, você viu que preço e valor de ações são conceitos distintos. Logo, o preço dos papéis não está, necessariamente, ligado ao valor deles.

Ademais, o preço tem grande influência nas operações de curto prazo, em que o especulador busca lucrar com a compra e venda dos papéis. Por esse motivo, é comum que os traders se preocupem mais com essa variável, e não com o valor que uma empresa pode oferecer.

Já o investidor que foca no longo prazo precisa ter atenção aos benefícios que pode ter ao se tornar acionista da empresa. Dependendo da estratégia, por exemplo, ele pode manter os papéis na carteira por décadas, desde que a companhia esteja gerando valor.

Outro ponto que mostra a importância de conhecer a diferença entre os conceitos é que se você conhece o valor de uma ação, é possível entender se a cotação de mercado está adequada. Por exemplo, é possível que os ativos sejam negociados por preços descontados.

Nesses casos, eles podem representar oportunidades de investimento. Por outro lado, a análise também pode demonstrar ações com preços elevados, ajudando a embasar as suas decisões.

Como analisar preço e valor das ações e encontrar boas oportunidades?

Como você viu, ao analisar o valor dos ativos é possível encontrar oportunidades de investimento para compor sua carteira de ações. Ao identificar papéis negociados por preços descontados na bolsa de valores, isso pode aumentar sua rentabilidade de longo prazo.

Para isso, é importante entender como encontrar as ações mais baratas da bolsa hoje. Existem estratégias que ajudam a chegar nesse resultado, como é o caso da deep value investing.

Saiba mais sobre ela a seguir:

O que é deep value investing e como funciona?

O deep value investing é uma estratégia de investimentos que guia a tomada de decisões sem focar apenas nas ações mais populares do mercado. Na prática, o método ajuda a encontrar os papéis mais baratos da bolsa e fornece maior segurança e clareza para investir.

Essa estratégia se baseia em análises para encontrar o valor profundo do papel e comparar com o preço de mercado. Isso permite encontrar ações que estão sendo negociadas abaixo do preço que realmente valem.

Quais são as vantagens da estratégia?

Um dos principais pontos positivos do deep value investing é a possibilidade de obter ganhos mais atrativos com o investimento em ações. Além disso, ele oferece uma margem de segurança em caso de encerramento do negócio.

Afinal, é possível que você receba mais do que pagou nas ações, mesmo se houver a liquidação das empresas. Isso acontece porque a estratégia utiliza filtros para encontrar os ativos mais adequados.

Assim, existem companhias que são excluídas das análises, como aquelas que estão em recuperação judicial, são pouco negociadas ou pertencem a setores difíceis de comparar.

Contudo, para utilizar a estratégia, é importante considerar os seus objetivos pessoais. Utilizar o deep value investing pode não ser adequado para quem visa receber dividendos, por exemplo. Por outro lado, pode estar alinhado às estratégias de quem busca obter ganho de capital.

Também é importante que seus objetivos tenham prazos mais longos. O motivo é que o desconto no preço das ações pode levar certo tempo para ser revertido em lucro. Portanto, analisando o seu perfil e objetivos, será mais fácil determinar qual é a melhor estratégia na composição da carteira.

Agora você conhece as diferenças entre valor e preço de ações e pode fazer investimentos com mais segurança. Afinal, compreender esses conceitos permite que o investidor aproveite a oportunidade de comprar um ativo que vale mais por um preço menor.

Quer saber qual o caminho para investir nas ações mais baratas da bolsa? Conheça o curso “Descomplicando o mercado de ações“!