A escolha de um investimento leva em conta uma série de fatores, sendo que um dos principais é a relação risco retorno. Afinal, o investidor precisa estar ciente não somente dos ganhos que poderá realizar, mas também os riscos aos quais estará sujeito ao investir.

Quando se fala no investimento em ações, um dos riscos presentes é a volatilidade. Mas como saber o nível de volatilidade de um papel? Nesse sentido, o Índice Beta se torna uma ferramenta bastante eficaz, sendo importante conhecer seu conceito e como funciona.

Se você se interessou pelo tema, continue a leitura deste artigo e aprenda a calcular o Índice Beta de ações. Com esse conhecimento, você terá mais fundamentos para compor sua carteira de investimentos com maior precisão.

Boa leitura!

O que é o Índice Beta de ações?

O Índice Beta é um indicador que mensura a volatilidade de uma ação em comparação ao desempenho de um benchmark. Entendê-lo pode ser fundamental para quem deseja investir com foco em papéis que apresentem uma boa relação de risco e retorno.

Isso porque o Índice Beta é capaz de medir a sensibilidade de uma ação ao risco sistemático do mercado. Por sua vez, o risco sistemático representa acontecimentos imprevisíveis que afetam o mercado como um todo — como a crise gerada pela pandemia de covid-19, em 2020.

Portanto, quanto maior for o beta de um ativo, maior será a sua volatilidade em relação ao mercado, de acordo com o benchmark utilizado. Isso faz com que ele tenha maiores riscos e, por consequência, maior tende a ser o retorno esperado pelo investidor.

No Brasil, o índice mais utilizado para essa avaliação é o Ibovespa (Índice Bovespa) — composto pelas ações brasileiras de maior representatividade. Caso você queira calcular o risco de ativos internacionais, é comum a utilização do S&P 500 (o Standard and Poor’s 500). Ele é constituído por 500 ações de companhias norte-americanas.

Como funciona o Índice Beta?

O funcionamento do Índice Beta está associado a um cálculo com duas variáveis: a covariância do retorno do ativo e variância do retorno de mercado. Como o risco e o retorno são proporcionais, os resultados obtidos servirão como base para indicar o potencial de ganho ou perda do ativo.

Em ações nacionais, como você viu, a metodologia costuma se pautar no Ibovespa. Portanto, o cálculo levará em conta o comportamento do ativo em relação ao desempenho das principais ações do mercado brasileiro — embora o investidor possa utilizar outro benchmark à sua escolha.

A fórmula utilizada é a seguinte:

βp = Covariância (rp, rb) / Variância (rb)

Para entender a fórmula, entenda o que significa cada item que a compõe:

  • βp = Beta.
  • rp = retorno do ativo;
  • rb = retorno do mercado.

Como calcular o Índice Beta de ações?

O cálculo do Índice Beta é feito com a fórmula que você viu, a ser preenchida com os dados extraídos do ativo analisado e do benchmark escolhido. Nesse caso, o retorno do ativo pode ser obtido por meio do histórico de cotações diárias ou semanais da ação.

O mesmo acontece em relação ao retorno do mercado, extraído do histórico do índice escolhido. Normalmente, são utilizados dados referentes aos 3 últimos anos ou mais.

Para facilitar a sua realização, o investidor poderá se valer de softwares como o Excel ou Google Sheets. Com isso, bastará preencher cada informação em uma célula e inserir a seguinte fórmula, já conhecida pelos sistemas:

=covar(retorno do ativo; retorno do mercado)/var(retorno do mercado)

Em um gráfico, o Índice Beta representará a inclinação na linha de correlação dos dados. Ademais, utilizar um maior volume de informações aproximará os resultados da realidade, sendo esperado uma maior precisão sobre o risco e retorno do ativo.

Como interpretar esse índice?

Agora que você já sabe calcular o Índice Beta, é preciso aprender a interpretar seu resultado. Afinal, ele será oferecido de forma numérica e cada valor pode representar uma definição diferente. Por exemplo:

Beta = 1

Esse resultado demonstra que a ação poderá se movimentar na mesma direção que o mercado. Nesse sentido, o seu risco é igual ao risco sistemático do mercado. Ou seja, caso o mercado suba 10%, a ação tende a subir 10%. O mesmo é aplicado em um cenário de queda.

Beta > 1

Nessa situação, a ação terá maior volatilidade. Logo, seu risco é maior que o risco sistemático de mercado. Por exemplo, se o beta for 1,3 e o mercado subir 10%, a ação poderá subir 13%. Se a queda for de 10%, existirá a chance de o ativo cair 13%;

Beta < 1

Aqui, o resultado apresenta ações mais defensivas, ou seja, com menor volatilidade que o mercado. Seu risco é menor. Imagine um beta de 0,30, caso o mercado suba 10% a ação pode subir 3%. Agora, se o mercado cair 10% o prejuízo da ação tende a ficar em 3%.

Qual sua importância?

Você já deve ter percebido que a realização do cálculo beta é bastante relevante no momento de escolher uma ação. Isso porque o resultado lhe trará uma noção do comportamento do papel em relação ao mercado (ou benchmark escolhido).

Utilizá-lo junto a outros indicadores da análise fundamentalista pode auxiliar na busca pelos ativos mais adequados para montar sua carteira de ações. Desse modo, você poderá selecionar os papéis que mais se alinham ao seu perfil de investidor, objetivos e planejamento traçados.

Por exemplo, quem possui um maior apetite aos riscos, saberá quais são os ativos mais voláteis e que podem apresentar resultados superiores ao mercado. Já quem visa ter uma carteira mais defensiva, terá a oportunidade de identificar as ações com um nível de volatilidade menor.

Além disso, é possível utilizar esse indicador para a diversificação do seu portfólio — dividindo seu patrimônio em alternativas defensivas e agressivas. Dessa forma, a relação risco e retorno de seus investimentos estará mais equilibrada e as chances de encontrar êxito no mercado serão maiores.

Após conhecer o que é o Índice Beta e como fazer seu cálculo, avalie se vale a pena incluí-lo em suas próximas análises no mercado acionário. Contudo, não deixe de buscar por outras estratégias para fundamentar suas escolhas e adotar formas de proteger seu capital e potencializar seus ganhos.

Caso você tenha ficado com alguma dúvida ou queira maiores esclarecimentos em relação ao Índice Beta entre em contato com o Clube do Valor. Temos profissionais prontos para lhe atender!