Inflação alta pode te trazer grandes problemas, em especial se você não estiver preparado.

Ela derrete o poder de compra do dinheiro, e também pode acabar surpreendendo negativamente os investidores mais despreparados.

Ao longo deste texto, vou te apresentar algumas dicas do Warren Buffett para que você aprenda a lidar melhor com seus investimentos. O meu objetivo é que você consiga surfar por períodos de alta inflação com muito mais tranquilidade.

Além disso, também vou compartilhar o principal conselho que você pode adotar na sua vida nesses períodos mais difíceis.

Vamos lá?

Como se proteger da inflação alta em 2022?

Em períodos de inflação alta, o pior tipo de investimento que você pode manter na sua carteira é… não investir.

Deixar o dinheiro parado “em caixa” (em uma reserva de oportunidade, por exemplo), é a pior decisão possível. Isso dado que a cada dia que passa esse dinheiro guardado vale menos.

Aqui, porém, vale um disclaimer: o Warren Buffett mora nos Estados Unidos, e dá esse conselho com o viés de um investidor norte-americano. Aqui no Brasil “guardar dinheiro debaixo do colchão” também é igualmente ruim, mas a realidade é bem diferente se olharmos para algumas alternativas.

Uma delas, por exemplo, do Tesouro Selic ou de investimentos indexados à 100% do CDI tendem pelo menos a segurar a inflação. Quando falamos de patamares de taxa básica de juros aqui no Brasil, é tarefa do Banco Central tentar controlar a inflação através da definição da meta da Taxa Selic.

Digo isso principalmente para você não pensar que manter uma reserva de emergência é uma má ideia em tempos de inflação alta. Pelo contrário, deixar um dinheiro separado para utilizar em eventuais momentos financeiramente difíceis continua sendo uma boa ideia.

Ativos improdutivos

inflação alta como investir

O segundo pior tipo de investimentos são os ativos improdutivos, que possuem um maior caráter especulativo.

Coisas como ouro, obras de arte, imóveis para especulação (como terrenos, imóveis vazios, etc), e outros.

Isso se dá pelo simples fato de que é difícil prever o que as outras pessoas vão tentar prever que as outras pessoas vão valorizar no futuro.

Entenda: não é uma questão simples. A ideia aqui não é encontrar o que as pessoas acham que vai se valorizar. Mas, sim, encontrar o que as pessoas acham que as outras pessoas acham que vai se valorizar. É um problema de segunda ordem.

E por mais que sim, nós temos dados que embasam o fato de que esses ativos improdutivos tendem a pelo menos acompanhar a inflação, é difícil dizer se o ativo x ou y vai se valorizar de forma substancial nesses períodos ruins.

Ativos produtivos

Por outro lado, os ativos produtivos são investimentos muito bons para você manter em períodos de maior inflação, de acordo com Warren Buffett.

Nesse caso, podemos separar em dois tipos diferentes.

O primeiro tipo é composto por ativos (ações de empresas, por exemplo) que precisam de muito dinheiro para continuar de pé. Além disso, possuem uma grande quantidade de ativos improdutivos no seu patrimônio e têm uma maior dificuldade em repassar a inflação para os consumidores. Dentro dos ativos produtivos, esse é o pior tipo.

Lembrando: a inflação é uma situação em parte ovo, em parte galinha. Ou seja, ela aumenta porque alguns produtos sobem de preço (ex.: comida no supermercado), enquanto outros produtos e serviços ficam mais caros porque a inflação subiu no período (ex.: aluguel indexado ao IGPM ou IPCA).

Já o segundo tipo é composto por ativos que conseguem repassar a inflação para os seus consumidores. Ou seja, possuem menor necessidade de capital para manter a operação e são ativos leves, com pouco patrimônio improdutivo.

A verdade aqui é que a maior parte das ações de empresas, fundos imobiliários, e outros produtos do mercado financeiro tendem a fazer parte dos tipos 1 e 2.

Para contexto: os FIIs de papel tendem a conseguir repassar a inflação nos seus rendimentos a curto prazo. Enquanto isso, FIIs de tijolo tendem a fazer esse repasse a mais longo prazo com a valorização dos ativos e renegociação dos aluguéis cobrados.

Mas esses são os melhores investimentos para momentos de inflação alta?

Fluxo de caixa pessoal positivo

Na verdade, de acordo com Warren Buffett, investir em si mesmo, se tornar um membro valioso da sociedade, trabalhar para aumentar sua renda e de fato manter ela ao longo do tempo são as melhores opções.

As oportunidades continuam existindo, e bons profissionais continuam tendo oportunidades no mercado. Seja trabalhando para outras empresas – um funcionário valioso, com experiência. Seja atuando de forma autônoma – o melhor médico da cidade continua sendo o melhor da cidade. Ou empreendendo com algo importante e essencial para as pessoas.

Aqui vem a ideia de que o investimento em educação é feito uma vez (no passado), mas os resultados dele são colhidos continuamente no futuro.

Tendo bom conhecimento da sua profissão, é possível aproveitar em tempos de inflação mais elevada. Incluindo poder trocar de emprego com mais facilidade (enquanto funcionário) ou poder repassar os custos da inflação para seus clientes (como empresário ou autônomo).

Conclusão

investimento em inflação alta

Deixa eu adivinhar: você esperava encontrar aqui uma carta na manga que você pudesse usar em períodos mais difíceis, certo?

A verdade é que isso não existe. Não existe truque, não existe atalho.

O que você pode fazer é de fato conhecer as regras do jogo, entender os diferentes tipos de investimento que pode fazer (caixa, ativos improdutivos, ativos produtivos, investimento em si mesmo) e agir de acordo.

Espero que você leve isso em consideração da próxima vez que precisar tomar uma decisão de investimentos.

Por hoje fico por aqui. E, se você gostou desse conteúdo, aproveite para compartilhar com alguém que você se importa.

O Clube do Valor te ajuda a multiplicar a sua tranquilidade financeira

O Clube do Valor é uma consultora de investimentos que ensina exatamente aquilo que aplica. E aplica exatamente aquilo que ensina.

O nosso objetivo é libertar todos os brasileiros com a educação financeira. Por isso, separamos quatro cursos para ajudar na sua jornada para ser um investidor melhor.

Além disso, não deixe de conferir os nossos conteúdos gratuitos para continuar desenvolvendo a sua educação financeira no instagramyoutube e facebook.