Os 10 Passos Sobre Como Começar a Investir e Alcançar a Independência Financeira

Uma das perguntas que mais recebo aqui no Clube do Valor é esta:

Como começar a investir?

Apesar de eu saber a resposta e estar sempre disposto a ajudar as pessoas em relação a isso, é um tanto difícil responder satisfatoriamente sem que, para tal, eu tenha que explicar algumas coisas primeiro.

E mesmo decepcionando muita gente ao dizer que não é tão simples de se responder a essa pergunta, ainda tem um bocado de pessoas que continuam insistindo nela.

É realmente lamentável saber que muita gente ainda não faz a mínima ideia do que é ou como se faz para investir.

O reflexo disso é um grande problema enfrentado atualmente no país:

Menos da metade dos brasileiros tem algum dinheiro aplicado em investimentos!

Foi o que uma pesquisa da ANBIMA revelou, reforçando o quanto a população ainda está alheia ao mundo dos investimentos e todo o valor que ele pode gerar para quem aprende a investir.

Pensando então em ajudar você, que ainda não investe, a dar o primeiro passo rumo à independência financeira, eu escrevi este artigo.

Nele, eu apresento os 10 principais passos sobre como começar a investir, revelando todos os detalhes sobre o assunto.

E além de dominar o passo a passo dos investimentos, ao final, você também poderá baixar um e-book gratuito sobre os “3 Segredos Sobre o Investimento de Sucesso em Ações”.

Trata-se de um excelente material para que você descubra as melhores formas de se investir em ações e possa aproveitar ao máximo os bons retornos que a renda variável pode te oferecer.

Quer uma prévia do que você vai descobrir ao longo deste artigo?

Veja agora!

    eBook Gratuito Revela os 3 Segredos Para o Sucesso Investindo em Ações

    Clique no botão abaixo e solicite a sua cópia do nosso novo eBook Gratuito

    POR QUE É TÃO DIFÍCIL RESPONDER “COMO COMEÇAR A INVESTIR”?

    como-comecar-a-investir

    Como eu disse no começo, responder a essa questão exige saber sobre alguns detalhes importantes, que neste artigo eu separei em 10 dicas.

    Mas por que isso torna a resposta difícil?

    Não que ela seja uma fórmula intrincada ou uma teoria complexa…

    Na realidade, é difícil de responder tal questão simplesmente porque a resposta a ser dada depende de alguns fatores pessoais.

    Portanto, para que eu possa dizer a você como começar a investir, é preciso saber primeiro quem é você, quais são os seus objetivos, quais os prazos de cada um deles, qual o seu perfil…

    E muitos acabam decepcionados ao saber que a resposta “depende”, pois esperavam por algo do tipo:

    “Escolha esse ativo para começar”

    Isso porque esse tipo de resposta traz muita tranquilidade ao investidor, que, de certa forma, acaba se esquivando da responsabilidade da escolha.

    Sem contar que esse tipo de resposta precisaria considerar a existência de um ativo ideal para todas as pessoas.

    Agora, deixe-me te contar uma coisa:

    Esse tipo de ativo não existe!

    “Ramiro, então como você vai me ensinar a investir se não sabe o mínimo sobre mim?”

    Neste caso, eu não vou necessariamente dizer para você por qual ativo você deve começar, mas sim, vou revelar os 10 principais passos para que você mesmo encontre a resposta!

    São dicas que grandes investidores seguiram quando ainda engatinhavam no mundo dos investimentos…

    E eu vou revelá-las agora!

    DICA #1 – ENTENDA O QUE É INVESTIR

    como-comecar-a-investir

    Pode soar um tanto óbvio dar essa dica, mas, por incrível que pareça, são incontáveis as pessoas que investem sem entender o que é investir.

    Aliás, você realmente sabe o que é investir?

    A confusão começa quando as pessoas pensam que investir é apenas trocar dinheiro por ativos financeiros.

    Entretanto, se levarmos essa afirmação em conta, podemos acabar cometendo um grande erro, confundindo investimentos com especulação.

    “Ramiro, qual a diferença entre ambos?”

    Investimento é uma operação com o objetivo de preservar o seu patrimônio e fazê-lo crescer ao longo do tempo.

    Já a especulação, foca nos preços dos ativos e suas oscilações, buscando retorno rápido mediante o risco de perder dinheiro – às vezes, até sem ter como recuperar.

    Portanto, tenha clareza sobre isso e entenda o que de fato é investir, para que você não acabe seguindo um caminho do qual possa se arrepender depois.

    DICA #2 – ENTENDA A IMPORTÂNCIA DA DIVERSIFICAÇÃO

    como-comecar-a-investir

    A famosa máxima:

    “Não ponha todos os ovos na mesma cesta”

    Algumas pessoas podem até discordar, acreditando que diversificar só vai diminuir seus ganhos.

    E isso é verdade, mas, ao mesmo tempo em que você aumenta seu retorno exponencialmente, o risco que você corre também aumenta!

    Então, a menos que a sua estratégia seja especular e arriscar tudo em um único ativo, o ideal é que você diversifique.

    E aí a diversificação deve ser geral:

    Pense em diferentes classes de ativos, que são famílias de ativos com a mesma característica.

    Pense também em diversificar entre renda fixa e renda variável, além de optar por ativos diferentes dentro de uma mesma classe, como ações de empresas diferentes, por exemplo.

    DICA #3 – ENTENDA A IMPORTÂNCIA DO LONGO PRAZO

    como-comecar-a-investir

    Infelizmente, há muita informação na internet e na mídia em geral que vai empurrar você para o lado oposto, fazendo com que você acredite que o sistema financeiro funciona no curto prazo.

    E se você não entende muito bem o que eu quero dizer com isso, basta visitar qualquer página de economia ou de investimentos.

    Você verá uma enxurrada de notícias voltadas para o curto prazo:

    Especialistas tentando entender o que aconteceu com a bolsa ontem, como a taxa de juros vai se comportar ao longo do mês, qual vai ser o impacto da declaração do presidente na próxima semana?

    Todo esse foco exagerado no curto prazo apenas reforça um mito que afasta as pessoas dos investimentos em renda variável:

    O mito de que investir na Bolsa é perigoso demais!

    E aí você deve estar se perguntando o porquê desse interesse nesse tipo de assunto, não é?

    Simplesmente porque bancos e corretoras ganham muito no curto prazo.

    Para eles, interessa bastante que você faça a sua carteira girar, comprando e vendendo constantemente, pois é isso que vai gerar corretagem suficiente para deixá-los ricos.

    É por isso que, assim como os grandes investidores, você precisa focar no longo prazo, sem se preocupar com notícias que possam afetar a sua carteira em um prazo muito curto, incentivando-o a comprar e vender ativos.

    DICA #4 – ENTENDA A IMPORTÂNCIA DE REDUZIR CUSTOS

    como-comecar-a-investir

    Se você quer aumentar seus rendimentos, sem aumentar consideravelmente o seu risco, é importante levar em consideração também essa dica:

    Reduza os custos envolvidos no processo.

    Isso porque o controle de custos é uma das poucas coisas que você realmente tem controle, quando falamos de investimentos.

    Depende apenas da sua escolha!

    Se vai optar por uma corretora ou um banco tradicional, se vai optar por esse ou aquele ativo…

    E, mesmo que os custos pareçam pequenos e que pouco afetarão seus rendimentos, tenha certeza:

    Eles podem corroer seus rendimentos, ainda que de forma imperceptível.

    Trabalhe firmemente nesse sentido e afaste de você todos os custos possíveis.

    DICA #5 – ENTENDA POR QUE VOCÊ ESTÁ INVESTINDO

    como-comecar-a-investir

    Se na dica 1 você tinha que entender o que é um investimento, aqui você precisa saber por que está investindo, ou seja, qual motivo leva você a trocar seu dinheiro por uma promessa de retorno.

    Para descobrir a resposta a isso, é crucial que você perceba que pode até parecer legal para algumas pessoas o fato de estarem investindo…

    Mas lidar com investimentos não é, em essência, algo que a maioria das pessoas gosta de fazer nas horas vagas.

    O que quero dizer é que as pessoas não investem porque acham isso divertido, como uma espécie de hobbie.

    Elas investem porque querem se preparar para o futuro, abrindo mão do consumo hoje para ter uma condição de vida melhor no futuro.

    E aqui eu deixo claro que não estou dizendo que a forma correta de se viver é se comportando dessa forma.

    Procure sempre por aquilo que faz mais sentido para você e entenda qual o papel do dinheiro na sua vida e por que ele é importante para você!

    Essa é a base que você precisa para entender por que está investindo.

    Entretanto, se você busca uma vida com tranquilidade e independência financeira, é essencial seguir essa dica.

    DICA #6 – DEFINA OBJETIVOS ALINHADOS COM O SEU PROPÓSITO DE INVESTIR

    como-comecar-a-investir

    Depois de responder à pergunta da dica anterior, você precisa então definir seus objetivos financeiros.

    Isso é necessário porque é partir dos seus objetivos que você vai poder definir quais os ativos que mais se enquadram ao que você espera quando faz um investimento.

    E não adianta imaginar apenas…

    Transcreva seus objetivos, para que estejam sempre visíveis a você e eles permitam que se lembre sempre daquilo que está buscando.

    Seja numa agenda, em algum aplicativo no celular ou em um documento no seu computador…

    O importante é ter sempre muito claro aquilo que você deseja alcançar, definindo também os prazos para cada conquista.

    Analise e separe seus objetivos entre aquilo que deve ser conquistado em 1 ano, em até 5 anos ou ainda aquilo que você espera alcançar depois de 5 anos.

    Esse tipo de organização gera clareza, que, consequentemente, facilita sua trajetória como investidor.

    DICA #7 – ENTENDA SUA TOLERÂNCIA E SUA CAPACIDADE EM LIDAR COM RISCOS

    como-comecar-a-investir

    Responda com sinceridade:

    Como você se sentiria se passasse a assistir ao valor dos ativos de sua carteira despencando?

    Aqui temos outro ponto muito importante:

    A sua capacidade de assumir riscos.

    Ou seja, o quanto você está disposto a ver as oscilações da sua carteira sem se preocupar exageradamente com o que pode acontecer.

    Vale ressaltar também que é necessário que você faça uma avaliação do seu perfil, procurando se conhecer melhor para determinar até que ponto você está disposto a se expor ao risco.

    Isso vai ajudá-lo na hora de determinar os tipos de investimentos que devem compor a sua carteira.

    Se você tiver um horizonte de curto prazo, por exemplo, você não pode assumir grandes riscos, pois precisará do dinheiro em um breve espaço de tempo.

    No sentido oposto, se você quer ter maiores retornos, trabalhe a sua capacidade de lidar com riscos.

    DICA #8 – INVISTA COM BASE NUMA ESTRATÉGIA DE INVESTIMENTOS

    como-comecar-a-investir

    Eu sei que você está ansioso para chegar no passo derradeiro, onde você finalmente passa a investir na prática.

    Mas, para isso, além de tudo o que já passei aqui, ainda é necessário que você crie uma estratégia.

    Você pode até pular todas as etapas e partir direto para a abertura de uma conta e passar a investir, porém as suas chances de sucesso serão muito menores!

    Portanto, você precisa de uma estratégia, definida com base no seu perfil e nos seus objetivos, que dê um direcionamento em relação ao que você deve ou não fazer ao começar a investir.

    Além disso, é com base na sua estratégia que você vai evitar influências externas – como notícias diárias ou opiniões alheias sem embasamento – e internas – os seus vieses emocionais.

    Assim como os seus objetivos, a sua estratégia deve ser documentada, mostrando claramente o que você vai seguir, quais ativos pretende comprar, por quanto tempo manterá suas posições…

    Aqui no Clube do Valor, nós utilizamos uma estratégia que eu considero ser a melhor estratégia de investimentos do mundo:

    A alocação de ativos.

    Se você quiser conhecer mais sobre o seu funcionamento e como ela pode maximizar seus rendimentos, sugiro que conheça o nosso curso Fórmula do Investimento de Sucesso.

    Nele, eu revelo todos os detalhes dessa poderosa estratégia de investimentos que tem proporcionado ótimos resultados aos nossos clientes e alunos.

    DICA #9 – CRIE UMA CONTA E FAÇA OS INVESTIMENTOS

    como-comecar-a-investir

    Apesar de ser um passo extremamente importante, não deve ser o primeiro e nem mesmo a sua prioridade.

    É óbvio que você só passa a investir efetivamente quando abre uma conta em um banco ou numa corretora e passa a negociar ações, títulos

    E talvez por ser a etapa mais prática do processo de investir, é aquela a qual a maioria das pessoas foca, infelizmente.

    Elas esquecem, entretanto, todas as outras 8 dicas que passei até aqui e que, como você viu, são essenciais para que essa dica 9 seja posta em prática da melhor forma possível.

    De qualquer forma, quando você chegar neste estágio, escolha uma corretora – ou um banco, caso queira, ainda que não seja a melhor opção – abra uma conta e parta para a ação.

    DICA #10 – MANUTENÇÃO DA CARTEIRA

    como-comecar-a-investir

    Se você imaginou que abrir uma conta, escolher alguns ativos e investir era o passo final, você se enganou!

    Investir não é o final, até porque, você vai cuidar dos seus investimentos por um bom tempo, principalmente quando falamos de longo prazo.

    A dica final então é acompanhar a sua carteira, fazendo os ajustes necessários, fazendo novos aportes ou ainda, vendendo ativos que não estão mais alinhados com a sua estratégia e comprando novas oportunidades,

    “Ramiro, você não disse que devo evitar operações constantes na minha carteira?”

    Sim, foi exatamente isso.

    Mas, obviamente, ela não pode permanecer imutável pelo resto do tempo que você pretende manter seu dinheiro investido.

    A diferença é que você não vai fazer uma manutenção diária da carteira.

    Essa revisão da sua estratégia e o rebalanceamento dos seus ativos devem ser feitos trimestral, semestralmente.

    Isso depende da sua estratégia de investimentos, dos prazos que você estipulou.

    Então, reserve uma data específica para essa manutenção e dedique-se a manter sua carteira alinhada com sua estratégia.

    CONCLUSÃO: COMECE AGORA A INVESTIR!

    como-comecar-a-investir

    E aqui chegamos ao final de mais um artigo.

    Pude revelar para você os 10 principais passos sobre como começar a investir, ajudando você a finalmente fazer o seu dinheiro trabalhar para você!

    Espero que você tenha entendido que começar a investir é muito mais do que apenas escolher ativo ou encontrar uma resposta que, teoricamente, resolva sua dúvida.

    Investir é um processo que exige dedicação, disciplina, estudo

    Todos os grandes investidores sabem e sabiam disso quando começaram a investir, portanto, jamais pare de se buscar conhecimento sobre o assunto.

    E pensando em te ajudar ainda mais, vou deixar aqui o nosso e-book gratuito sobre os 3 Segredos para o Investimento de Sucesso em Ações.

    Um conteúdo completo sobre pontos cruciais para quem está começando a investir e quer se aprofundar no mercado de renda variável.

    Antes de ir, deixe seu comentário abaixo, compartilhando com a gente as suas dúvidas ou sugestões.

    E não esqueça de compartilhar este artigo com o máximo de pessoas que puder, ajudando outros investidores iniciantes a encontrarem um caminho seguro para começarem a investir.

    eBook Gratuito Revela os 3 Segredos Para o Sucesso Investindo em Ações

    Clique no botão abaixo e solicite a sua cópia do nosso novo eBook Gratuito

    Eu vou ficando por aqui.

    Um forte abraço,

    Ramiro Gomes Ferreira.

    Os 10 Passos Sobre Como Começar a Investir e Alcançar a Independência Financeira
    5 (100%) 1 vote