Imagine como seria bom ter uma pessoa que cuida de tudo para você quando o assunto é dinheiro. E que essa pessoa tenha os mesmos interesses que você: o seu bem-estar. Ela não trabalha para o banco ou para a corretora.

Ela te orienta sobre todas as suas decisões financeiras. E o melhor: é remunerada pelo seu sucesso. Isso mesmo – quanto mais dinheiro você ganha, mais ela também ganha.

É o que chamamos no mercado financeiro de alinhamento de interesse: os interesses do profissional estão alinhados aos seus. Só por isso, você pode imaginar que a chance de sucesso aumenta muito.

Imagine que você não precisa entender a sopa de letrinhas do mercado (CDI, CDB, LCI, CRI, etc.) e nem acompanhar as notícias e relatórios das empresas para saber como investir bem. Nem precisa se preocupar em avaliar decisões do tipo “alugo ou compro um apartamento? ou “quanto devo poupar para a minha viagem de férias?”.

Você terá um especialista ao seu lado para tomar essas decisões – com base no seu perfil de investidor e tolerância ao risco. E a decisão final ainda será sua: você estará no assento do piloto, com o melhor copiloto ao seu lado.

Esse profissional é o Financial Advisor – ou Consultor Financeiro/Conselheiro Financeiro, em bom português. Neste texto, vou te apresentar mais sobre esse especialista, te falar para quem é indicado, como você pode conseguir um e muito mais – porque é bem provável que você precise de um Advisor ao seu lado.

financial advisor

O que faz um Financial Advisor?

O Financial Advisor, ou Conselheiro/Consultor Financeiro, ajuda a decidir o que você deve fazer com o seu dinheiro. Simples assim. Isso pode incluir decisões como ‘alugar x comprar uma casa‘ ou ‘como investir o dinheiro‘, dependendo do seu perfil de investidor, renda, patrimônio, comportamentos, momento de vida, etc.

Ou seja, uma série de fatores que o Advisor vai levar em consideração. E esse profissional faz tudo isso em alinhamento com os seus interesses.

Ah, e não se preocupe: quando falo que ele vai te ajudar a decidir o que fazer com o seu dinheiro, não estou dizendo que ele vai te mandar numa churrascaria se você é vegetariano. Ele vai te aconselhar e te guiar, a partir do seu perfil e preferências.

Você mesmo vai chegar em várias respostas por conta própria. No final, a decisão do que fazer ainda será sua (você é quem “aperta o botão”). O Advisor vai te ajudar a chegar lá. Como um conselheiro mesmo!

Esse profissional pode ou não ser certificado por alguma entidade. Existem várias certificações atualmente. A mais comum para Financial Advisors é a CFP® (Certified Financial Planner – Planejador Financeiro Certificado), certificação com reconhecimento internacional. Mas ela não é obrigatória para que alguém atue como Financial Advisor.

Vou te dar alguns exemplos do que esse profissional pode fazer por você:

Análise de custos

Está enrolado com as despesas mensais? Não consegue ver dinheiro sobrando ao final do mês? Ou não sabe se está gastando dinheiro nas coisas que mais valoriza? Ou não tem ideia nenhuma de como gasta seu dinheiro?

O Advisor vai te ajudar aqui. Vai fazer com que você tenha consciência do que valoriza em sua vida e, consequentemente, como faz mais sentido gastar o seu dinheiro.

Vai também te ajudar com a parte mais prática: planilhar/anotar suas despesas, analisar, encontrar oportunidades de poupar dinheiro…tudo junto com você.

O Conselheiro também pode te ajudar a avaliar custos com operações financeiras que você queira fazer. Imagine que você quer tomar um financiamento imobiliário para comprar um imóvel. Como saber se as taxas do financiamento são boas? Se os valores que o banco te apresentou fazem sentido?

Convenhamos: a maioria das pessoas não tem ideia de como avaliar esses números. Adivinha quem te ajuda com isso? Pois é…

(acho que nesse momento você já está gostando desse tal de Advisor, que te ajuda com as finanças e te faz gastar menos dinheiro)

Relatórios financeiros

Talvez você não saiba, mas controlar receitas e despesas, fazer um balanço do seu patrimônio (quais são os seus bens e o que você deve), definir objetivos de vida…tudo isso é muito importante. O Advisor pode te guiar por todos esses passos. Pode te dar clareza sobre sua própria vida.

Esse profissional agrega uma visão objetiva e quantitativa dos números para fazer esses relatórios. Com uma abordagem humana, conhecendo e respeitando os seus comportamentos e o seu perfil.

Então, espere menos conversas sobre os centavos de como você gasta seu dinheiro e mais conversas sobre como você se comporta e como é a sua relação com o dinheiro.

E só fazer os relatórios não adianta: o Advisor vai te ajudar a analisar esses dados e agir. Esse é o passo mais importante: depois de conhecer como você está e para onde quer ir, definir o que fazer para chegar lá. Com o Conselheiro, você terá planos de ação.

E aí chega a melhor parte, na minha opinião: o Advisor vai te cobrar pela execução desses planos. Sabe aquele misto de comprometimento e vergonha que você sente com o seu Personal Trainer ou Nutricionista e que te faz cumprir o que foi combinado? Pois é o mesmo com o Advisor.

Você sabe que um empurrãozinho ou uma boa puxada de orelha ajudam…

o que é financial advisor

Indicações de investimentos

Você quer investir seu dinheiro e não tem ideia de como fazer isso? Ou já tem algum nível de conhecimento, mas não tem tempo para acompanhar o que está acontecendo no mercado e gerir sua carteira? Ou está insatisfeito com o conflito de interesse de profissionais de bancos e corretoras?

O Advisor te ajuda aqui também! Esse profissional está preparado para entender seus objetivos de vida, perfil e, a partir daí, definir com você a melhor estratégia de investimentos.

E lembra que eu te falei que esse profissional é alinhado com os seus interesses? Isso é especialmente importante aqui: ele vai definir a melhor carteira para você, e não o produto financeiro que dá mais remuneração para ele. Lembra que ele é remunerado pelo seu sucesso?

Você também vai combinar com o Advisor qual é o nível de autonomia que quer ter com os seus investimentos. Vocês podem ter uma relação em que conversam sobre investimentos e você decide como montar sua carteira. Ou podem ir até um ponto em que o Advisor sugere a carteira para você já na corretora e você só dá OK na sugestão e compra os ativos.

Quem vai escolher é você! Essa é outra vantagem do Advisor: você não fica preso a um modelo e nem perde a sua autonomia para investir.

Análises financeiras

O Advisor resolve também todas as outras áreas financeiras que ainda não citei: como organizar minha sucessão para os herdeiros? Devo contratar seguros de saúde, vida, casa, etc.? Como posso pagar menos impostos (de forma legal 😊)? E tantas outras coisas…

Você só precisa ter um profissional como esse te ajudando e conversar com ele. O Conselheiro é um especialista que vai te guiar por todos esses assuntos, aparentemente complexos.

E você vai ficar surpreso quando souber quanto pode economizar dando atenção a todos esses pontos… Eu costumo dizer que, na maioria das vezes, o Advisor “gera sua própria receita”.

O que você vai economizar e ganhar mais por investir bem seu dinheiro paga com alguma folga a remuneração do Advisor. É o legítimo ganha-ganha. Por isso, me parece uma decisão bem óbvia para você.

Assim como você não pensa em resolver sozinho quando tem um problema de saúde ou jurídico…

Qual a importância do Financial Advisor?

O Advisor vai te dar segurança nas decisões financeiras, te fazer gerir melhor o seu dinheiro/da sua família e te ajudar a multiplicar seu patrimônio. Vai te dar tranquilidade financeira e uma relação melhor com o seu dinheiro.

No fim das contas, te proporciona mais qualidade de vida. Para mim, já é suficiente para saber que vale a pena! 

Ainda mais em um mercado financeiro que carece de clareza e alinhamento de interesse com você. A maioria do mercado quer que investir pareça complexo, que você não tenha ideia do que fazer… e assim poderá cobrar mais taxas escondidas por produtos ruins.

O Advisor é o contrário: ele quer que seja simples, que você entenda o que está fazendo, e que seja o melhor investimento para você. Assim, a relação será boa para você e para ele!

qual a importância do financial advisor?

Advisor vale a pena?

Quer ver como tudo isso se traduz em mais dinheiro para você? Citei há pouco que o Advisor “gera sua própria receita”.

A Russel Investments, uma empresa de soluções financeiras, sediada em Seattle/EUA, divulga todos os anos um estudo chamado “Value of an Advisor”. Em tradução livre, é o “Valor de um Advisor” ou “de um Conselheiro Financeiro”.

O estudo de 2022 (deixo aqui na íntegra caso você queira ler) mostra que um Advisor gera impressionantes 4,91% de rendimento anual extra para os seus clientes. Ou seja, se esse profissional te cobrar 1% ao ano pelos seus serviços, ele mesmo estará gerando esse dinheiro para você. É como se nem saísse do seu bolso.

Não vou entrar aqui no detalhe de como a Russel chega nesse número. Você pode conferir o estudo se quiser. De maneira resumida, eles levam em conta fatores como:

Então, no fim do dia, essa é a importância do Financial Advisor: te gera pelo menos 4,91% extras de rendimento anual (além do que pode gerar com uma boa estratégia de investimentos).

Quanto ganha um Financial Advisor?

O salário de um Financial Advisor varia muito de acordo com alguns fatores: nível de formação, resultados apresentados, experiência, quantidade de clientes, perfil dos seus clientes, patrimônio dos seus clientes, modelo de remuneração, etc.

Para que você tenha uma ideia:

  • Segundo o site Glassdoor, a média é de R$ 4.085 por mês em remuneração fixa, podendo chegar a até R$ 18.558 com bônus e remuneração variável.
  • De acordo com o IBGE (2019), a média de remuneração desse profissional é de R$ 2.261/mês. Valor similar ao apresentado pelo site Talent, de R$ 2.150/mês.

Se essa é uma informação importante para você ao contratar o serviço de um Advisor, sugiro que pergunte ao profissional. Em geral, pela transparência da relação com os clientes e por lidarem com finanças, esses profissionais não tem problemas em falar sobre a sua remuneração.

Meu conselho: mais importante que saber quanto o profissional ganha é saber como ele ganha. Se alguém te abordar oferecendo um serviço como esse e você descobrir que esse profissional é remunerado por produtos específicos que pode te oferecer, fuja imediatamente!

É provável que seja só mais um profissional com conflito de interesses, que quer ganhar dinheiro às suas custas, camuflado de Advisor.

O profissional de Advisor ganha comissão?

É possível, apesar de não ser o modelo mais comum de remuneração. O modelo de remuneração será decidido entre você e o Advisor, em contrato.

Os modelos mais comuns são:

  • Taxa fixa: você paga uma taxa fixa por um período para ter os serviços do Advisor. Essa taxa pode ser mensal, trimestral, semestral, anual…como vocês combinarem.
  • Percentual sobre patrimônio: você paga um percentual anual ou mensal sobre o seu patrimônio sob aconselhamento do Advisor (exemplo: 1% ao ano). Na minha visão, esse é o modelo que traz maior alinhamento de interesse: quanto mais você ganha, mais o Advisor também ganha.

Outra remuneração que o Financial Advisor pode ter é a Taxa de Performance: um percentual combinado com você por superar metas/benchmarks. Normalmente, é adicional à cobrança dos dois modelos acima: enquanto aquelas duas são a “remuneração fixa” do Advisor, a Taxa de Performance é a sua “remuneração variável”.

Essa taxa variável estimula o Advisor a buscar resultados melhores para você. Imagine que vocês combinam uma taxa de performance da seguinte forma: a cada semestre, 10% do que seus investimentos renderem acima do CDI será remuneração variável do Consultor.

Taxa de Performance

Ele terá ainda mais interesse em buscar bons resultados para você, certo? Correto!

Contudo, aqui faço dois alertas:

  • Entenda muito bem os critérios da Taxa de Performance. Tudo precisa ficar claro para evitar ruídos futuros.
  • Tenha cuidado para não correr riscos desnecessários: a Taxa de Performance também pode ser ruim, se não for bem usada pelo Advisor. Pense bem: ao mesmo tempo que estimula o profissional a ganhar mais dinheiro para você, ele também pode correr riscos demasiados, fora do seu perfil de investidor, para tentar ganhar um extra maior. E acabar fazendo com que você perca dinheiro.

Portanto, muito cuidado. A Taxa de Performance pode ser muito boa e aumentar o alinhamento de interesses, se for bem usada. Ou pode destruir a relação e o seu dinheiro, se for usada da maneira errada.

consultor financeiro vale a pena

Onde o Financial Advisor pode atuar?

Um Conselheiro Financeiro pode atuar no mercado em que estiver de acordo com as regulações e possuir conhecimento para atuar.

No Brasil, esse mercado é regulado pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Apesar de não ser exigida nenhuma certificação para atuar como Consultor Financeiro, recomendo que você busque referências sobre o profissional antes de contratá-lo.

Fatores como formação na área, experiência prática, clientes já atendidos são importantes para avaliar o profissional. Além, claro, de certificações que, apesar de não serem obrigatórias, ajudam a validar a capacitação e a honestidade do profissional.

As mais comuns para atuar como Consultor Financeiro são:

  • CFP® (Certified Financial Planner): certificação da Planejar (Associação Brasileira de Planejadores Financeiros), que habilita o profissional a ser um Planejador Financeiro e o obriga a cumprir um código de ética. É um “selo de qualidade”.
  • CEA (Certificação de Especialistas em Investimento): certificação da ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) que capacita o profissional como Especialista em Investimentos. Também possui um código de ética a ser seguido.

Existem também outras certificações que chancelam a capacitação do profissional. Faça sua pesquisa antes de contratar um Financial Advisor.

Para quem é indicado o serviço de Financial Advisor?

Em geral, o serviço de Financial Advisor é indicado para todos que querem investir bem, com a segurança de um profissional capacitado ao seu lado! Simples assim.

Por ser um serviço de aconselhamento e acompanhamento muito próximo, que respeita o perfil de cada um, atende a uma variedade muito grande de pessoas. Vou comentar um pouco mais sobre esses diferentes perfis que podem se beneficiar de um Advisor. É bem provável que você se identifique com um ou mais deles!

1. Deseja construir um patrimônio sólido

Você deseja ter um patrimônio sólido para não depender do INSS na aposentadoria, complementar sua renda ou simplesmente ter um colchão que te dê tranquilidade? O Advisor vai te ajudar com isso.

Vocês vão falar sobre o seu plano de aportes, patrimônio e prazo desejados, riscos e tantos outros fatores importantes. E a carteira de investimentos será montada levando em consideração todos esses pontos e o seu perfil de investidor, sem correr riscos desnecessários.

Ao longo do caminho, o Advisor vai te ajudar na alocação dos seus aportes, rebalanceamento da carteira e acompanhamento de execução do plano, mostrando como você está no previsto x realizado. Você só precisa seguir o plano e conversar com o profissional.

2. Quer alcançar a tranquilidade financeira

Viver de renda, garantir o futuro dos filhos, receber dividendos mensais… o significado de tranquilidade financeira é diferente para cada pessoa. O Advisor vai te ajudar a entender o que é tranquilidade financeira para você.

E, a partir daí, montar com você um plano para chegar lá, principalmente definindo a melhor forma de investir. Existem muitas formas de investir e é normal que você se sinta perdido com tantas opções. Esse profissional fará o trabalho de seleção da melhor estratégia para você.

3. Não tem tempo para se dedicar 100% à carteira

Você consegue se dedicar como gostaria aos seus investimentos? É bem provável que a sua resposta seja não. Isso não acontece só com você e nem é culpa sua…

Pense bem. Trabalhar, cuidar da casa, preparar a alimentação, ir na academia, fazer esportes, consultar médicos, cuidar dos filhos, sair com os amigos, festas de família… ufa! É muita coisa mesmo. Não dá tempo de fazer tudo com qualidade.

E imagina ainda ter que cuidar dos seus investimentos? Praticamente, aprender uma nova profissão.

Você não está sozinho nessa. Acontece com a maioria das pessoas.

Então, por que não ter a ajuda de um profissional e liberar tempo para você fazer outras coisas? Como ficar mais tempo com a família e amigos, por exemplo. Convenhamos, é muito mais legal do que investir!

Perceba que o Financial Advisor vai te dar não só rentabilidade, mas também tempo, que é seu ativo mais valioso.

4. Quer aumentar seus rendimentos

Você já investe e está insatisfeito com os resultados da sua carteira? Ou tem dúvidas do que está fazendo certo e errado? Não tem ideia do porquê a sua rentabilidade foi boa ou ruim?

Isso é muito normal. Simplesmente porque você não é um profissional de investimentos.

O Advisor, sim, estuda e se capacita para isso. E vai te apresentar estratégias de investimentos que podem aumentar seus rendimentos de maneira consistente.

Estratégias que tem embasamento e estudo por trás. É como a diferença entre se automedicar ou consultar um médico… aposto que você prefere a segunda opção.

consultor financeiro

5. Quer mais segurança na carteira

Você pode aumentar seus rendimentos sem necessariamente correr mais risco. Essa é uma notícia muito boa, não é mesmo?

Isso porque o Financial Advisor domina estratégias diversificadas de investimentos, que vão proteger o seu patrimônio de grandes oscilações. Investindo por conta própria, é bem provável que você esteja muito concentrado em alguns ativos ou fatores de risco.

Outro ponto que te dá mais segurança é que o Advisor sabe o que fazer com os seus investimentos quando o mercado oscila e sabe separar o que é ruído do que é de fato importante. Me refiro aqui às incontáveis notícias que movimentam o mercado no dia-a-dia, de forma especulativa.

O Advisor vai te ajudar a não dar bola para isso. Não fazer bobagem com os seus investimentos por conta de notícias sensacionalistas ou de portais com conflitos de interesses (ex.: um portal de notícias controlado por uma corretora não parece uma fonte muito confiável, não é mesmo?). Vai te blindar disso.

E vai te dar clareza de quando você deve rebalancear sua carteira: isto é, vender alguns ativos para comprar outros. Você não precisa ficar acompanhando o mercado e nem tentar adivinhar quando fazer isso.

Além, claro, de validar suas decisões: você ainda terá o poder de decisão sobre sua carteira, decidindo o que comprar. E o Advisor vai te ajudar a avaliar essa decisão. Ele fará uma análise sobre o que você deseja fazer e conversará com você sobre isso.

A decisão final ainda será sua. Mas você terá recebido um importante aconselhamento de um profissional, o que te dará mais segurança.

7. Escolher melhor os ativos

Aqui está muito relacionado aos fatores de rendimento e segurança que citei antes.

Você tem dúvida de quais ativos comprar para a sua carteira? Quais ações escolher entre as mais de 400 disponíveis? Ou qual dos mais de 400 fundos imobiliários? Ou então quais das mais de milhares de opções de fundos de investimentos ou títulos de renda fixa?

Eu sei que não tem como avaliar todos esses ativos…e você não precisa se preocupar com isso.

O Advisor vai te ajudar a definir a alocação de ativos ideal para você: quanto investir em cada classe de ativos (ações, fundos imobiliários, renda fixa, etc.). E, dentro de cada classe, quais ativos comprar.

Tudo com uma estratégia aderente ao seu perfil.

Acho que nesse ponto você já entendeu que não faz muito sentido seguir sem um profissional ao seu lado, certo? É mais rendimento, mais segurança e mais tempo livre para você.

8. Está insatisfeito com o seu assessor

Agora, você já entendeu todos os benefícios e para quem é o serviço de Advisor. Se você tem um assessor de investimentos na sua corretora e está insatisfeito com o seu trabalho, não preciso nem dizer, certo? Você precisa procurar o serviço de Advisor.

É provável que você já tenha cansado do assessor te ligando para oferecer a “grande oportunidade de investimento” que ele tem “só para você”. Ou para oferecer aquele produto que você nem entende direito o que é, mas que tem “retorno garantido” (muito cuidado aqui!).

Já o Advisor vai trabalhar ao seu lado, para proteger os seus interesses, alinhado com os seus objetivos. Enquanto o assessor é um comercializador que distribui produtos da corretora e é remunerado por isso…e aí você pode imaginar como essa remuneração por comissão de produtos é perigosa para você.

O assessor tem motivação financeira para oferecer o que gera mais comissão a ele mesmo, e não necessariamente o que é melhor para os seus objetivos. Muitas vezes, o assessor nem chega a entender seus objetivos. Como se todas as pessoas devessem investir da mesma maneira…

9. Cansou de serviços financeiros com conflitos de interesse

Isso se aplica também aos gerentes do banco e outros profissionais do mercado financeiro. Se informe sobre como os profissionais que te ajudam são remunerados.

Se eles recebem comissão por produtos…você precisa fugir dessa. O potencial conflito de interesse é muito grande.

E com a gama de soluções que existem hoje no mercado, como o Advisor, você só fica em um modelo com conflito de interesses se quiser. Se não agir para mudar isso.

Informação e opções para ir para um modelo alinhado com os seus interesses não faltam.

10. Possui acima de 300 mil para investir

Normalmente, um serviço como esse está disponível para quem tem mais de R$ 300 mil para investir ou algo a próximo a isso. Por ser um serviço personalizado, de contato muito próximo, é normal que você tenha que ter um patrimônio mínimo para contar com um Advisor.

Especialmente se ele é remunerado na forma de taxa percentual sobre o seu patrimônio. Afinal, se o patrimônio for baixo, a remuneração pode não valer a pena para o profissional.

Se você tem menos de R$ 300 mil para investir, não desanime! Pesquise sobre as opções disponíveis no mercado e converse com os profissionais e empresas que prestam esse serviço.

Muitas vezes, você pode conseguir uma condição especial ou contar com algum outro serviço/solução que te ajude até chegar nos R$ 300 mil para, então, poder contar com o Advisor. Não subestime o valor de fazer contatos e abrir essas conversas!

contrate um advisor do clube do valor

Advisor tem relação com banco ou corretoras?

Sendo muito direto: NÃO! Não deve ter.

O Advisor não deve ser remunerado por produtos específicos de corretoras ou bancos. Se você encontrar algum Advisor que é remunerado dessa forma, pule fora.

A remuneração do Advisor deve ser feita diretamente por você, pelo cliente. Em um modelo que maximize o alinhamento de interesse entre vocês.

Por isso, eu prefiro o modelo em que você paga ao Advisor uma taxa percentual sobre o seu patrimônio sob aconselhamento. Na minha visão e experiência, é o modelo que melhor alinha os interesses: quanto mais seu patrimônio cresce, mais você e o Advisor ganham. E nenhum dos dois quer que o patrimônio desvalorize.

Contrate um Advisor do Clube do Valor

Agora que você já conhece o serviço de Advisor e todos os seus benefícios, deve estar no mínimo curioso para conversar com um desses profissionais e avaliar a contratação desse serviço.

E tenho uma notícia muito boa para te dar: o Clube do Valor é pioneiro em disponibilizar essa modalidade de relacionamento para os brasileiros, que já é a favorita dos americanos –  mais justa e sem conflito de interesses.

Clique aqui para conferir a página do nosso serviço, conhecer mais e falar com um de nossos Financial Advisors.

Temos como premissa básica que cada pessoa tem uma história e cada história precisa ser planejada individualmente. Por isso, os nossos Advisors (Especialistas em Investimentos) estarão ao seu lado diariamente, te auxiliando a tomar as melhores decisões de investimentos para que você viva o melhor da vida e tenha mais tempo livre.

Nosso compromisso é com você e com os seus objetivos. Esse é o nosso alinhamento.

Te espero para um bate-papo!

Por fim, não deixe de conferir os conteúdos gratuitos e continue desenvolvendo a sua educação financeira no instagramyoutube e facebook.

Grande abraço!